Quando sai para trabalhar, a enfermeira luso-descendente Paula do Carmo Dickson deixa em casa o marido e duas filhas menores. Profissional de saúde ligada a uma unidade de cuidados intensivos num hospital do grupo HCA Healthcare em Kingwood, na zona metropolitana de Houston, estado do Texas, Dickson confronta-se dia após dia com um cenário dantesco: a Covid-19 e as sequelas que a doença deixa por onde passa e faz vítimas.

Paula do Carmo Dickson nasceu em Barquisimeto, na Venezuela, para onde os pais – Ana Paula e Altino Ferreira do Carmo – emigraram no início da década de 80 depois de se terem casado, oriundos da Bairrada, mais propriamente de Pedreira, Vilarinho do Bairro (Anadia). Paula viria a nascer em 1982.

Conheça a história e os relatos desta lusodescendente na edição impresa de 6 de agosto ou então pode ler já aqui.