Apesar dos serviços terem sinalizado, até 19 de junho, data limite do procedimento, cerca de três dezenas de interessados, afinal não apareceram candidatos, obrigando o executivo camarário a extinguir o concurso público, voltando tudo à “estaca zero”. Falamos do projeto de reabilitação e ampliação do Palacete Visconde de Valdemouro, antigos paços do concelho, que voltou a ser discutido na última reunião de câmara.

Foi decidido, por unanimidade, abrir novo concurso, mantendo o prazo de execução da obra, que é de 730 dias, conforme consta do caderno de encargos. O que alterou foi o valor base, fixado agora em 4,53 milhões de euros quando antes era de 3,55 milhões o valor de referência. Trata-se, conforme reconheceu o presidente da edilidade vaguense, de uma subida “para tornar o concurso mais apelativo”, que possibilite atrair a concurso mais empresas.

Leia mais na edição impressa de 13 de agosto ou aqui

Eduardo Jaques/Colaborador