A Câmara Municipal decidiu aprovar, por unanimidade, ontem, dia 3 de setembro, o relatório final e adjudicar a empreitada de requalificação da Rua da Fonte à empresa Manuel Francisco de Almeida S.A. pelo valor de 975.561 euros.

Esta obra resulta de uma parceria entre o Município de Vagos e a AdRA – Águas da Região de Aveiro com o objetivo de racionalizar e otimizar os recursos, meios e objetivos de eficácia numa perspetiva de redução de preços e da relação custo-benefício a obter, neste sentido foi criado um agrupamento de entidades adjudicantes composto pelas entidades atrás referidas.

Assim, ao município de Vagos caberá o pagamento de 666.915 euros, sendo que a AdRA – Águas da região de Aveiro S.A terá à sua responsabilidade o encargo de 308.645 euros.

O projeto de requalificação da Rua da Fonte contempla a pavimentação da totalidade da faixa de rodagem em todos os arruamentos em que serão executadas as renovações da rede de abastecimento de água, numa extensão aproximada de 1620m, incluindo 163 ramais domiciliários e a renovação da rede de águas residuais numa extensão aproximada de 1290 m de coletor gravítico, incluindo 154 ramais domiciliários.

Nesta empreitada será igualmente executada a Pista Ciclável que ligará Vagos à Zona Industrial de Vagos, começando na futura rotunda a executar no cruzamento da Rua de Cantanhede com a Rua da Fonte. Esta ciclovia está incluída num projeto mais abrangente que fará as ligações entre a Sra. Vagos, Vagos, Zona Industrial, Vagueira, Centro Escolar da Gafanha da Boa-Hora e que se prolongará até ao concelho de Ílhavo pela Estrada Florestal.

Desta forma se dá continuidade a um projeto que, após o seu termo, irá dotar esta via estruturante do centro da vila de Vagos, de condições ótimas, quer do ponto de vista da circulação rodoviária, quer da mobilidade sustentável, através da construção da referida pista ciclável.