Depois de ser tornado público que Nelson Pereira poderá recuperar a visão perdida há três anos, na sequência de um acidente de moto, com um transplante a realizar em Miami, nos EUA, surgem as primeiras iniciativas para o ajudar a angariar os 300 mil euros (entre viagens, estadia, exames, operação e outras despesas) necessários para a deslocação.
Assim, no próximo dia 7 de Dezembro (véspera de feriado) terá lugar, pelas 20h, na Estância, em Oliveira do Bairro, um jantar dançante com a participação do grupo Music’Arte.
O jantar de angariação de fundos partiu da iniciativa de Nelson Simões e de Paulo Pato, de Sangalhos e conta com o apoio do Grupo de Jovens Missionários de Avelãs de Caminho.
A JB, Paulo Pato revela que a iniciativa surgiu numa conversa de amigos: “o tema foi abordado entre nós, e porque acreditamos que as grandes ideias só tem valor quando postas em prática, nem foi preciso dizer mais nada, apenas definir a data”.
O objectivo é angariar fundos para que o sonho do Nelson seja uma realidade, o mais breve possível. Muito embora não haja ligação familiar, a vontade de ajudar deve-se ao facto de se tratar de um gesto solidário.
Paulo Pato acrescenta que o jovem é “um excelente ser humano, um lutador e merecedor de tudo o que se possa fazer para que o seu sonho seja uma realidade”. Por isso, uma outra iniciativa já está em curso pois, como refere, “felizmente a nossa sociedade não sofre de crise de solidariedade”.
“Estamos certos de que as pessoas estão sensibilizadas e disponíveis para ajudar e muitas outras iniciativas espontâneas irão ser colocadas em evidência. Dentro das nossas possibilidades, estaremos sempre disponíveis para colaborar”, adianta. O preço é de 25 euros/pessoa, sendo que crianças até aos 5 anos não pagam e dos 5 aos 10 pagam apenas 12,50 euros.
Nelson Pereira, de Avelãs de Caminho, tem apenas 29 anos de idade. Apesar de o acidente o ter deixado cego dos dois olhos, não baixou os braços e tentou adaptar, o melhor possível, a sua vida à nova condição. Licenciado em Engenharia Mecânica continua a exercer a sua actividade profissional na Pecol (Águeda), onde já trabalhava, indo agora de boleia com um colega. Para o dia-a-dia, Nelson Pereira conta com a preciosa ajuda de uma cadela-guia, que veio dos EUA. Paralelamente existe uma conta onde podem ser depositados donativos: Fundação Nelson Pereira (NIB: 0018 0003 23519903020 45).

Catarina Cerca