Uma embarcação da arte da xávega, com quatro homens a bordo, ficou hoje à deriva a norte da praia de Mira, tendo os ocupantes sido resgatados pela lancha salva-vidas, informou fonte da Capitania do Porto de Aveiro.

“O motor da embarcação ficou sem funcionar e eles ficaram à deriva”, disse à Lusa o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Coelho Gil, acrescentando que o alerta foi dado cerca das 09:30.

De acordo com a mesma fonte, o barco acabou por ser rebocado para terra pela lancha salva-vidas, com a ajuda de um cabo, e os quatro tripulantes foram levados para o Porto de Aveiro.

Coelho Gil diz que os tripulantes “nunca estiveram em perigo”, mas admite que a situação podia ter sido mais grave. “Se houvesse um agravamento do estado do mar, talvez pudesse ser mais complicado por causa da zona da rebentação”, explicou.

A arte da xávega é um processo de pesca tradicional feita com pequenas embarcações em que as redes são lançadas ao largo da praia e depois puxadas para terra por tractores.