O regresso à estrada do Grande Prémio de Ciclismo Abimota/Região de Aveiro foi adiado para Julho, por causa das Legislativas de 5 de Junho, anunciou ontem a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), que coorganiza a prova.

O Grande Prémio Abimota/Região de Aveiro estava inicialmente agendado para os dias 3, 4 e 5 de Junho, mas, como a data coincide com as eleições, os organizadores decidiram adiar a prova para os dias 1, 2 e 3 de Julho.

“Esta era a única data livre que havia no calendário velocipédico nacional”, disse à agência Lusa fonte da Abimota, acrescentando que a mudança da data foi acordada entre os organizadores e a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Promovida pela Associação Nacional das Indústrias de Duas Rodas, Ferragens, Mobiliário e Afins – ABIMOTA, a segunda mais antiga competição de ciclismo do calendário nacional é destinada ao escalão de elites e a equipas de clube sub-23.

Em 2010, a prova não se realizou devido a dificuldades financeiras da organização e já no ano anterior esteve para não se realizar, mas, correspondendo à insistência de várias entidades, a organização resolveu promover a edição num único dia, em vez das três etapas habituais.

Este ano, a prova regressa à estrada no âmbito de um protocolo assinado entre a Abimota e a CIRA, que garante o apoio às próximas três edições (2011, 2012 e 2013).

A edição deste ano vai decorrer na zona centro do País e essencialmente na região de Aveiro, em locais a divulgar num próximo momento.

Em 2012, a prova decorrerá no eixo da A25, entre Salamanca e a região de Aveiro, e, em 2013, os ciclistas irão percorrer o eixo Vigo – região de Aveiro.

No palmarés desta competição estão inscritos nomes de alguns dos melhores ciclistas portugueses. Em 2009, o vencedor foi Joaquim Sampaio, da Madeinox-Boavista.