O Hospital José Luciano de Castro, em Anadia, poderá voltar a ser gerido pela Santa Casa de Misericórdia de Anadia.
Segundo avançou o Diário de Notícias (DN), a eventual passagem de hospitais para a mão das Santas Casas já está a ser avaliada pelo Governo, que pretende delegar mais competências ao sector social.
A concretizar-se, a medida vai ao encontro do apelo deixado no passado final-de-semana pelo Presidente da República.
Cavaco Silva defendeu que, caso o Estado não tenha capacidades para assegurar todos os cuidados de Saúde, deve delegá-los a outras organizações.
Assim, é possível que as Misericórdias possam ser chamadas a gerir os hospitais dos quais são proprietários, mas que desde o 25 de Abril estão nas mãos do Estado.
Carlos Matos, provedor da Santa Casa de Anadia, diz-se surpreendido com a notícia e embora não tenha tido qualquer contacto com ninguém sobre a matéria, prefere neste momento “nem dizer que sim, nem que não”. Aliás, o provedor recorda que o hospital foi da Misericórdia, noutros tempos e noutras circunstâncias.
“Tudo depende das condições. É um assunto que tem de ser muito bem analisado, ponderado e ver em que condições o Estado pretende fazer essa passagem. Acredito que, neste momento, não seja fácil receber o Hospital de Anadia com os encargos que tem”.
Por seu turno, José Afonso, administrador do Hospital de Anadia, considera prematuro fazer comentários a este respeito, até porque “existe, neste momento, muita especulação em torno do assunto”. Contudo, admite que possa haver mudanças, “tudo dependendo do que o Governo queira orçamentar para a Saúde”.
José Afonso sublinha ainda que, “para o bem e para o mal, o Hospital de Anadia tem todas as potencialidades: está no caminho dos cuidados de proximidade, é funcional e tem tecnologia avançada”. Logo, poderá ser “apetitoso” para as Misericórdias, não deixando de criticar a postura de algumas Misericórdias mais endinheiradas “que pensam que a Saúde é um negócio”.
Segundo o DN, na lista dos hospitais que poderão regressar à gestão das Misericórdias estão ainda os hospitais de Cantanhede, Santo António, Serpa, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Amarante, Viana do Castelo, Alcobaça e Vila Nova de Gaia.

CC