A Associação Cultural da Bairrada no Luxemburgo (ACBL) celebra 15 anos de vida, no dia 11 de fevereiro. Tão significativa data será assinalada com um jantar self-service, seguido de espetáculo no Centre Culturel Paul Barblé, em Strassen.
Na semana passada, o bairradino Rogério Oliveira, presidente e fundador da ACBL, em almoço de confraternização que juntou no restaurante “A Regional”, na Malaposta, jornalistas de vários jornais regionais e alguns amigos da ACBL, deu a conhecer o evento, aproveitando para fazer um balanço da atividade desenvolvida por esta importante associação.
Aos jornalistas, Rogério Oliveira admitiu que a festa de aniversário, que poderá juntar cerca de 500 amigos, para além de homenagear o casal Rui e Teresa Alves, de Mortágua, que fizeram parte da direção da associação, irá igualmente distinguir amigos e patrocinadores que, ao longo destes 15 anos, têm ajudado a associação a levar por diante a sua atividade de bem fazer e de ajuda aos mais carenciados.
Em 15 anos, a ACBL já entregou géneros e bens, num total de centenas de milhares de euros, a pessoas particulares e instituições de solidariedade social, sobretudo na região da Bairrada e no norte do país.
Sobre este trabalho meritório que tem mudado a vida de tanta gente, Rogério Oliveira disse aos jornalistas que o ano de 2011 “foi muito trabalhoso”, mas do qual faz um balanço extremamente positivo, na medida em que a associação pôde continuar a ajudar várias instituições e pessoas, nomeadamente dois casais da Ilha da Madeira e um Lar de Idosos em Valado de Frades, Alcobaça.
Para 2012, perspetiva um ano de muito trabalho e de algumas dificuldades, devido à conjuntura económica mundial. No entanto, avança que a ACBL está já a ajudar uma criança deficiente, de 3 anos, em Leiria, com fraldas e medicamentos, assim como vai ajudar um outro casal, bastante carenciado, de Campo de Besteiros.
“Vamos tentar ajudar sobretudo pessoas muito carenciadas, pois temos pedidos de todo o lado. Infelizmente, aparecem muitos pedidos de ajuda, mas não temos dinheiro para poder ajudar toda a gente”, disse, destacando ainda que no concelho de Anadia, em 2012, as ajudas poderão contemplar com o Centro Social de Vila Nova de Monsarros e com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia.

CC