A completar 80 anos de existência, a Misericórdia de Sangalhos está a organizar um cortejo de oferendas que terá lugar no domingo, dia 30 de setembro, a partir das 14h30. Os preparativos para o evento já começaram e estão a surpreender positivamente a organização, pela forma como a população se está a mobilizar e a envolver na iniciativa.
De resto, a gravação, no passado dia 21 de agosto, de um CD com a canção/marcha (ver letra da marcha na página 20 desta edição) que irá acompanhar os carros com as ofertas e donativos dos vários lugares da freguesia, constituiu uma agradável surpresa, traduzindo-se já num enorme sucesso.

Apelo à participação de todos. Isso mesmo foi confirmado ao JB pela Misericórdia de Sangalhos, que não deixa de destacar o trabalho voluntário, amigo e desinteressado de pessoas da comunidade que se disponibilizaram – nos vários lugares – para organizarem o cortejo. São elas a ponte entre os lugares da freguesia, a população em geral e a instituição. Assim, está dado o primeiro passo para a concretização do cortejo.
Como era necessário encontrar uma marcha que animasse o evento e que possa ser cantada por todos os participantes, foi solicitada a colaboração da sangalhense Hélia Mieiro que, de imediato, se disponibilizou para compor os versos para a marcha. De seguida, outra filha da terra, Maria José Gomes, conseguiu que o aguedense Sérgio Brito, maestro do Grupo Coral Oásis fizesse a partitura, assim como também Silas Granjo e o seu filho, o maestro, André Granjo, ambos do Troviscal, deram uma preciosa ajuda na orquestração do tema, ajudando a gravar o CD, tal como aconteceu com o amigo Victor Pinto, de Oliveira do Bairro, pessoa conhecidíssima nestas lides, que ficou responsável pela música adequada e respetivos ensaios.
Nas últimas semanas, nos vários lugares, as pessoas que aderiram a esta primeira fase do projeto realizaram vários ensaiado, mas o dia D. aconteceu a 21 de agosto, em pleno período de férias para muitas famílias.
Na verdade, 38 pessoas compareceram em Oliveira do Bairro para a gravação do CD, Bastaram dois ensaios e vinte minutos depois já havia gravação. Por isso, a Misericórdia de Sangalhos faz um agradecimento a todos os que estiveram envolvidos na elaboração deste CD que irá agora estar à disposição da população para que todos, sem exceção, possam no dia do cortejo acompanhar, cantando.
A organização espera ainda que este CD sirva de incentivo para que todos colaborem e dinamizem os amigos e vizinhos para que o cortejo seja bem sucedido.
“Foi notável este sentido de entreajuda e boa vontade de amigos de há longos anos e que, chamados a colaborar, o fizeram desinteressadamente em prol de um projeto que se prevê dê bom resultado e a quem não nos cansamos de agradecer”, revela-nos a direção da Misericórdia.
De referir que estão a ser distribuídos pela freguesia, cerca de mil convites alertando a população para o cortejo de oferendas e apelando à sua generosidade.

Participantes na gravação do CD. Maria José Gomes, Lúcia Araújo, Fátima Moita, Leandro Ramos, Cristina Ramos, Tomás Costa, Carlos Vieira, Paula Moita, Gonçalo Moita, Eduardo Costa, Conceição Silva, Joaquim Ramos, Joni Santos, Leandro Costa, Christopht Costa, Miguel Ferreira, Hermínio Vieira, Cristina Batista, Carlos Humberto Marques, Joaquim Moita, Dino Loureiro, Lúcia Cêrca, Donzília Santos, Fernando Reis, Sílvio Martins, Isaurinda Cardoso, Isabel Rocha, Filomena Santos, António Floro, José Carlos Pacoal, Fernanda Pascoal, Hélia Mieiro, Mário Fernando Martinho, José Serpa, Cristina Martinho, Ana Loureiro, Júlia Paiva e Armando Castro. Colaborou também na captura de imagens e vídeo outro amigo, Felizardo Bandeira.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt