O Colégio Salesiano de S. João Bosco de Mogofores esteve presente, entre os dias 7 e 10 de março, naqueles que foram os XX Jogos Nacionais Salesianos.
Este estabelecimento de ensino do concelho de Anadia fez-se representar por uma delegação de 50 elementos, entre atletas, treinadores e acompanhantes. Na competição, que durou dois dias, participaram duas equipas de iniciados em basquetebol (masculina e feminina); uma equipa de futsal em iniciados masculinos; uma equipa de oito elementos no ténis de mesa e seis jogadores de xadrez. A natação também esteve bem representada, tendo conseguido duas medalhas de bronze, enquanto que a equipa feminina de basquetebol esteve em destaque, conseguindo uma medalha de prata.
O anfitrião foi, este ano, o Colégio Salesiano “Oficinas de S. José”, em Lisboa. O evento, que é já uma tradição, contou, uma vez mais, com uma grande concentração de juventude proveniente de 18 centros educativos dos Salesianos e das Filhas de Maria Auxiliadora, existentes em Portugal. Ao todo, mais de 1200 jovens e respetivos treinadores e acompanhantes, estiveram reunidos, num clima de amizade e sã convivência, competindo nas modalidades de futsal, voleibol, basquetebol, natação, xadrez e ténis de mesa.

Cerimónia de abertura. No final do dia 7, uma onda juvenil invadiu as imediações do Pavilhão Atlântico, situado na zona da Expo 98, com um mesmo objetivo: participar na cerimónia de abertura. Cerca de 9 mil pessoas estiveram presentes, entre elas o bispo auxiliar de Lisboa, D. Joaquim Mendes.
Após a saudação do diretor da obra salesiana de Lisboa, P. Simão Cruz, e do provincial, teve lugar o desfile dos atletas dos vários centros, seguindo-se um espetáculo de grande qualidade em que foi contada a história da obra salesiana de Lisboa, através da música, encenações, dramatizações e vários recursos multimédia.
Os intervenientes nesta sessão foram os alunos do 1.º ao 12.º ano, os professores, funcionários, docentes e alunos da escola de música e das várias modalidades artísticas, assim como da ginástica acrobática.

Dois dias de competição. Os dois dias que se seguiram foram dedicados às várias modalidades em disputa. Foi interessante ver o empenho, o esforço e o sentido desportivo que todos os atletas puseram nas competições, salvaguardando sempre o saudável desportivismo.
A organização providenciou também espaços de animação, convívio e visitas a lugares emblemáticos da capital portuguesa.
No dia 10, domingo, teve lugar a celebração da Eucaristia, na Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, presidida pelo provincial. Seguiu-se a cerimónia de encerramento, abrilhantada por várias intervenções artísticas, em que tomaram a palavra o diretor da obra salesiana e o diretor pedagógica da escola.
Foi também o momento para premiar as várias delegações presentes nesta 20.ª edição dos JNS.
Coube ao provincial a palavra de encerramento e a entrega da responsabilidade da organização dos próximos Jogos à Escola Salesiana do Estoril.
De acordo com o provincial, P. Artur Pereira, os “jogos nacionais são uma expressão da vitalidade do Movimento Juvenil Salesiano, e têm como referência D. Bosco e os valores da educação e da espiritualidade salesianas.”
Os vários testemunhos reconhecem nos JNS uma forma de concretizar a pedagogia de S. João Bosco, aliando vida e fé, em que os jovens são protagonistas e os educadores apoiam este protagonismo.
De notar ainda que a organização dos Jogos contou com o apoio imprescindível de 200 voluntários.

João de Brito Carvalho (SDB)