A família socialista de Anadia esteve reunida na noite do último sábado, no auditório do Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, para assistir à sessão pública de apresentação de Lino Pintado como candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara Municipal de Anadia.
De resto, aquele espaço foi pequeno para acolher os muitos anadienses que quiseram estar presentes num evento que teve como oradores, para além do candidato, Vera Ferreira, coordenadora da JS de Anadia e Pedro Nuno Santos, da distrital de Aveiro do PS.

As pessoas contam… “As pessoas contam…” é o slogan que acompanha Lino Pintado, advogado anadiense nesta sua terceira candidatura à Câmara Municipal de Anadia. É sua convicção poder contribuir para um modelo de desenvolvimento coerente, que resulte numa melhoria da qualidade de vida dos anadienses.
Contrariar uma política onde impera o pensamento fechado, se confrontam jogos e conflitos de interesse, de poderes e de vícios são algumas das razões da sua candidatura. Lamentando que “pessoas mal-preparadas e pouco virtuosas chegassem ao comando da nação”, lançando sobre a sociedade “um efeito demolidor das suas políticas anti-sociais”, diz que é chegada a hora dos anadienses fazerem uma “reflexão” e votarem no PS, que apresenta “um projeto onde todos cabem, onde todos contam”.
Lino Pintando entende ser necessário a Anadia “resgatar a sua identidade, preservar a sua memória coletiva”, mas também tornar Anadia, um concelho mais solidário e de coesão social, até porque está ciente de que no concelho cresce a “pobreza envergonhada”, logo “não podemos cruzar os braços”.
É ainda prioritário para si, o apoio a crianças em idade escolar: “não aceitarei nunca que crianças deste concelho sejam privadas de uma alimentação normal e equilibrada”, mas também a terceira idade: “não aceito que os mais idosos sejam confrontados com a indignidade de não terem acesso a medicamentos essenciais à sua sobrevivência”.
Também a criação de emprego e incentivo à instalação de indústria, a criação de um verdadeiro parque industrial, associado a políticas de atração de investimento, ir ao encontro dos anseios dos jovens, criar um parque da cidade com a reabilitação e criação de espaços verdes por todo o concelho, otimizar e rentabilizar ao máximo os equipamentos coletivos, são também alguns dos aspetos a que se propõe dar atenção.
Lino Pintado defende ainda um concelho com qualidade de vida, de progresso social e económico com uma política cultural que cumpra o desígnio de alargar os horizontes dos cidadãos.

Litério e José M. Ribeiro na mira dos socialistas. Pedro Nuno Santos, da Distrital do PS, fez o discurso mais crítico da noite, apontando baterias a Litério Marques e a José Manuel Ribeiro, atores de “um espetáculo degradante”, de “uma luta pessoal pelo poder”, demonstrando “um enorme desrespeito pelos cidadãos”.
O socialista recordaria os presentes que o atual candidato do PSD, José Manuel Ribeiro, há quatro anos atrás, rejeitado pelo seu partido para ser candidato à Câmara Municipal de Anadia, “não conseguiu destruir o presidente” aparece agora como o candidato do PSD, enquanto que Litério Marques, para se manter no poder a qualquer custo, “criou uma teia de poder” e agora “inventa um projeto de Independentes” para concorrer contra o PSD, seu partido.
“Litério e José Manuel Ribeiro são responsáveis, com Pedro Passos Coelho e Vitor Gaspar, por todo o mal que têm feito a Anadia e aos anadienses”. Em causa estão matérias tão sensíveis quanto caras aos anadienses: a manutenção da Consulta Aberta, a interrupção da construção na nova EB 2/3 e Secundária de Anadia, o esvaziamento de competências do Tribunal de Anadia. “O PSD tem tratado Anadia de forma vergonhosa e a população sistematicamente renova e legitima este poder”. Uma situação que é preciso mudar: “a população precisa de dizer NÃO nas próximas autárquicas ao PSD”, partido que ainda decretou a extinção de inúmeras freguesias, ignorando a vontade das populações, diria aquele responsável.
Por isso, concluiu que “Anadia merece melhor e Lino Pintado fará melhor, até porque não pode existir um partido eterno em Anadia”.
Sobre a candidatura de Lino Pintado, defendeu ser a hora de derrotar o PSD em Anadia e a hora da população fazer justiça a si própria, já que considera Lino Pintado o candidato de que Anadia precisa, com experiência, qualidade e competência, que tem um rol de prioridades inversa às atuais políticas seguidas pela Câmara Municipal.

Falta de políticas de apoio à juventude. Vera Ferreira, da JS Anadia, foi bastante crítica em relação à falta de políticas de apoio à juventude no concelho anadiense. A socialista diria que “Lino foi e é o candidato do PS”, mas também o autarca de que o concelho precisa: “Anadia não precisa de um empreiteiro ou mestre de obras”, mas sim de oferecer aos jovens qualidade de vida e condições para que aqui se fixem.

Quem é?
Lino Pintado nasceu a 27 de março de 1973, em Anadia, onde reside. Tem 40 anos de idade.
Iniciou o seu percurso académico na EB 1 de Anadia e fez o ensino secundário na Escola Secundária de Anadia. A sua formação desportiva foi no Anadia FC.
Licenciado em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa, tem uma Pós-Graduação em Direito do Ordenamento, Urbanismo e Ambiente, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Lino Pintado inicia a atividade profissional como advogado estagiário na PLMJ Sociedade de Advogados, desde 1999 que exerce função de advogado, em escritório sediado em Anadia.
Foi candidato pelo PS à Câmara Municipal de Anadia nas duas últimas eleições autárquicas. Atualmente assume a função de vereador na Câmara Municipal de Anadia.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt