A quatro dias de sabermos se a Bairrada é ou não Cidade Europeia do Vinho/2015, foi divulgada à comunicação social a apresentação de 15 minutos com as linhas de força da região, que, na próxima segunda-feira, será vista em Jerez de la Frontera. É nesse dia 24, cerca das 17h, no âmbito da Assembleia Geral da RECEVIN – Rede Europeia das Cidades do Vinho, que ficaremos então a saber se a Bairrada foi mais forte que Melgaço e Monção (candidatura conjunta) e Reguengos de Monsaraz.

Foi em Cantanhede que se encontraram todos os protagonistas da candidatura bairradina, entre os quais os presidente de câmara dos oito concelhos da Bairrada e outras entidades parceiras – Turismo Centro de Portugal, Comissão Vitivinícola da Bairrada, Associação Rota da Bairrada, Vinibairrada e Confraria dos Enófilos da Bairrada.

Na região da Bairrada, Cantanhede assumiu as rédeas da candidatura, mas trata-se de uma candidatura conjunta dos municípios de Cantanhede, Anadia, Mealhada, Águeda e Oliveira do Bairro, para “promover e divulgar a excelência dos vinhos da Bairrada”, através de 72 eventos previstos, num orçamento que “ronda os cinco milhões de euros”, disse o presidente da Câmara de Cantanhede, João Moura.

Antes ainda da apresentação do vídeo promotor, Ana Catarina Gomes conduziu os convidados numa visita à unidade de Genómica (UC-Biotech), no Biocant Park, onde estão em curso projetos de investigação pioneiros baseados no conceito de agricultura de precisão, entre os quais o “Inovwine”.

A responsável pela unidade Genómica, onde trabalha uma equipa de 10 jovens investigadores, esclareceu, de forma sintetizada, todo o programa que é ali desenvolvido, dedicado à vinha e ao vinho. “A nossa postura foi sempre de olhar para a tradição, percebendo a dinâmica de tudo o que se faz na prática enológica, e depois inovar, pois uma tradição não é mais do que uma inovação bem sucedida.”

O foco desta unidade, disse ainda Ana Catarina Gomes, “é analisar o que se faz e procurar desafios, que permitam a transferência do que se obtém aqui em conhecimento para a indústria”, destacando o papel fundamental que tem tido neste processo a Adega Cooperativa de Cantanhede. Adega cujos vinhos estiveram depois em destaque no almoço que se seguiu, que terminou com um brinde à candidatura da Bairrada, com o vinho que já conquistou 12 medalhas de ouro, o Foral de Cantanhede Grande Reserva 2009.