É com imensa alegria que o Pároco de Oliveira do Bairro, padre Leonel Abrantes, anuncia que o jantar realizado, este fim de semana, a favor das obras da igreja, rendeu cerca de 3 mil euros, apesar de ainda não recebido todos os valores, já que os “bilhetes” foram vendidos por um grupo alargado de 25 pessoas.
Leonel Abrantes dá conta que continuam ativas outras formas de ajuda, nomeadamente o sorteio das rifas que, em virtude de não se terem vendido tantas como o desejado, foi adiado, pelo que quem quiser pode ainda comprar rifas. No caso concreto deste sorteio, em breve será anunciada a nova data.
Os interessados ainda poderão ajudar as obras, através de donativo, utilizando o IBAN: 0035 0561 00022016130 30 (CGD) ou podem abastecer o carro na Petrobairro. Nestas bombas de Oliveira do Bairro, desde o dia 1 de março, que são doados 0,5 cêntimos por litro de cada abastecimento.
O padre Leonel Abrantes manifesta ainda “a nossa profunda gratidão a todos os que colaboraram com esta noite”, afirmando que “o povo de Oliveira do Bairro está de parabéns”!
Afirma mesmo que a população tem sido inex-cedível. “A população tem sido muito generosa e eu acredito que continuará a sê-lo”.

Igreja abre dia 6 de abril. Recorde-se que a Igreja Matriz de Oliveira do Bairro, encerrada há três anos e que está a sofrer as maiores obras desde a sua construção, datada de 1600, vai reabrir à comunidade no próximo dia 6 de abril, com a cerimónia da receção da Imagem peregrina da Senhora de Fátima, anunciou ainda o pároco de Oliveira do Bairro, Leonel Abrantes.
A igreja, nessa noite, abrirá sem bancos, dado que é esperada uma enchente no templo.
A Imagem Peregrina de Nossa Senhora que, em maio de 2015, iniciou uma peregrinação por todas as dioceses de Portugal, será recebida na Capela de S. Sebastião (junto ao corte para o Pingo Doce) e rumará em procissão de velas para a Igreja Matriz.
Entretanto, no domingo seguinte, dia 10 de abril, a igreja, já com os bancos no sítio, receberá a cerimónia do Crisma, ato que, à semelhança do anterior, também contará com a presença do Bispo de Aveiro, D. António Moiteiro. Contudo, Leonel Abrantes alerta que o retábulo do altar-mor não estará concluído, assim como os altares laterais.