OParque de Merendas e de Lazer de Amoreira da Gândara foi inaugurado no último domingo, dia 18 de junho.
Um dia que seria unicamente de festa, não estivesse o dia marcado por uma das maiores tragédias que o país viveu. Isso mesmo foi referido pela edil anadiense Teresa Cardoso, no momento em que falou aos muitos populares presentes, após o descerramento da placa inaugural.

Obra emblemática. Numa manhã tórrida e com temperaturas a atingir os 40 graus, pouco faltava para as 12h quando Ema Paula Pato, presidente da União de Freguesias de Amoreira da Gândara, Paredes do Bairro e Ancas, juntamente com a edil anadiense Teresa Cardoso, descerraram a placa comemorativa da inauguração desta obra que marca os mandatos de ambas.
E foi antes de começar a missa campal interparoquial, que teve como palco aquele aprazível espaço, que mais de uma centena de pessoas acabou por assistir ao ato inaugural deste novo parque, que é o ex-líbris de Amoreira da Gândara, fruto de um investimento superior a 200 mil euros.
Localizado no centro da povoação, junto à sede da Associação dos Amigos de Amoreira da Gândara (AMIGA), este parque tem o rio Levira como elemento complementar, que o percorre em toda a extensão (250 metros).
Desde junho de 2016, o local, que esteve votado durante anos ao mais completo abandono e cujas obras de saneamento arrasaram o que restava, foi alvo de uma profunda obra de requalificação levada a cabo pela Câmara Municipal de Anadia.
Um local, agora cada vez mais procurado pelas condições que oferece, já que ali é possível passear por uma zona pedonal que percorre todo o parque iluminado por leds. Uma zona de lazer que integra mesas, bancos, churrasqueira, parque infantil, ampla zona de estacionamento, sanitários públicos, assim como suportes para bicicletas, pontos de recolha de lixo e outro mobiliário urbano.
Também o leito do rio  foi alvo de uma intervenção e as suas margens protegidas e empedradas. Foram ainda plantadas várias árvores e ajardinada toda a envolvente.
 
Ler mais na edição impressa ou digital