A 14.ª Edição da Feira da Vinha e do Vinho de Anadia chegou ao fim no último domingo. Foram dez dias de festa, com muita animação e convívio. À semelhança das anteriores edições, o certame decorreu no Vale Santo, em Anadia, com um programa de animação bastante aliciante, com destaque para as atuações de dos The Gift, José Cid, Miguel Araújo, “Meninos da Sacristia” e Miguel Ângelo (Delfins), HMB, Mariza, Diogo Piçarra e Daniela Mercury a quem coube, no sábado,  a última atuação, no palco 1.
A brasileira arrasou em palco e foi responsável pela maior enchente de que há memória na Feira. Milhares de visitantes rumaram a Anadia para assistir a um espetáculo que encerrou, com chave de ouro, esta 14.ª edição.
Por isso, a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, faz um balanço “extremamente positivo” da edição deste ano, dizendo que “tudo correu bem”. A autarca refere que “todas as noites foram excelentes, com grande afluência”. Sobre o cartaz de animação, frisa que “respondia aos variados gostos e a públicos diferentes, e que fechou em grande com a atuação da Daniela Mercury, com a casa completamente cheia”.
Realça ainda a atuação das Marchas Populares que encheram o anfiteatro do Vale Santo “com uma atuação de muita qualidade que superou todas as expetativas – um espetáculo digno de registo”. No cômputo geral, o número de pessoas presentes este ano superou o da edição anterior. Teresa Cardoso refere que, ao contrário, de outros anos, nesta edição “muitas pessoas vieram à Feira não só pelo cartaz de animação, mas também para visitar os expositores, estar e conviver”, acrescentando que, mesmo quando decorriam as atuações no palco principal, “havia muita gente nas zonas dos expositores, das juntas de freguesia e das tasquinhas”.
A presidente da Câmara Municipal considera que a realização do certame continua a ser uma mais-valia e que, para além “dos espumantes e dos vinhos existe uma diversidade de expositores que representam espaços comerciais no concelho, em vários setores, que têm aqui uma forma de dar a conhecer os seus produtos”, sem esquecer a presença dos vários estabelecimentos de ensino do concelho que deram a conhecer, a potenciais alunos, a sua oferta educativa.
Uma nota ainda para o retorno financeiro para os expositores, associações e restaurantes que estiveram no recinto “a dar o seu melhor”.
Quanto ao futuro de “Anadia Capital do Espumante – Feira da Vinha e do Vinho”, Teresa Cardoso considera que a sua realização “não pode parar – tem de continuar a crescer e a inovar”, sublinhando que o Vale Santo “é um espaço único, um ex-libris da região, bastante acolhedor”.