A comemorar oito décadas de vida, as Caves São Domingos (Ferreiros) apresentaram, na última semana, à comunicação social, um novo espumante que vai ser lançado durante este mês. Chama-se ‘Elpídio 80’, em homenagem a Elpídio Martins Semedo, fundador da octogenária empresa vinícola e um verdadeiro visionário e empreendedor.
O espumante premium, DOC Bairrada, da colheita de 2011 e numa edição limitada de 4.821 garrafas, chega agora ao mercado, em elegantes embalagens de uma ou três garrafas.
‘Elpídio 80’ (que no futuro vai dar origem a uma gama de espumantes datados), é produzido pelo método clássico – segunda fermentação em garrafa – e resultado da combinação das castas Pinot Noir (50%) e Pinot Blanc (50%). Numa combinação de castas “irrepetível” como diria a enóloga Susana Pinho, invulgar na produção de espumantes na região, ‘Elpídio 80’ mostra-se muito elegante e complexo de aroma, revelando maturidade e frescura. Um espumante onde predominam as notas florais e minerais, e sugestões de frutos secos. Envolvente na boca, de estrutura delicada, apresenta uma bolha muito fina e uma cremosidade singular, num conjunto final nobre e sofisticado.
Foi em ambiente de festa que, uma vez mais, e à semelhança de tantas outras ocasiões, as Caves São Domingos confirmaram porque continuam a dar cartas na produção de espumante de excelência. Sabem como poucas arriscar, inovar e fazer a diferença, criando espumantes únicos, verdadeiros diamantes. Por isso, podemos dizer que ‘Elídio 80’ assinala, com pompa e circunstância, o incontestável percurso de sucesso e empreendedorismo desta empresa onde repousam mais de 2,5 milhões de garrafas de espumante, milhares de vinhos engarradados e centenas de quartolas de carvalho francês com as aguardentes vínicas que deram fama à São Domingos.
Segundo a enóloga Susana Pinho, a pureza e a nobreza do ‘Elpídio 80’ expressam-se nos quatro anos de estágio em cave.
A condizer com o propósito e sendo um espumante comemorativo, ‘Elpídio 80’ veste-se a rigor para sair à rua: a solo, numa “ilustre” caixa de cartão [criada pela Sigyn Comunicação, Marketing e Design (Anadia) que também foi responsável pela criação da caixa do espumante que a Bairrada lançou no âmbito das celebrações do Centenário das Aparições de Fátima], ou em caixa de madeira de carvalho com três garrafas. O preço recomendado de venda ao público é de 28,50 e 75 euros, respetivamente.
Visita e almoço memoráveis. O grupo de jornalistas foi ainda brindado com uma visita às caves da São Domingos, assim como com uma prova de alguns dos vinhos (vinho tinto Quinta de S. Lourenço 2013 DOC Bairrada; vinho branco Volupia 2016 DOC Bairrada; vinho branco São Domingos 2016 DOC Bairrada; espumante São Domingos Baga Bairrada 2012 DOC Bairrada e um vinho tinto Bairrada “Especial” colheita 2012 sem data para ser lançado e que vai dar seguimento ao Lopo de Freitas) que integram o vasto portefólio desta prestigiada casa que possui uma coleção de 15 espumantes.
Atualmente as Caves recebem cerca de mil toneladas de uvas das propriedades da empresa (20 hectares), bem como de viticultores que trabalham em regime de exclusividade, totalizando uma área superior a 100 hectares.
Na ocasião, o administrador Alexandrino Amorim elogiou o trabalho de uma vasta equipa que contribui para o sucesso da empresa: a equipa de enologia é liderada por Susana Pinho e pelo técnico de viticultura César Almeida. O enoturismo é também uma aposta ganha, sobretudo em relação à beleza das galerias escavadas na rocha, a somar ao showroom, às salas Bairrada, Baga e das Barricas, reservadas a reuniões e outros eventos. Acrescente-se que a São Domingos está certificada desde 2012.