Foi em frente aos Paços do Município de Anadia, que os bombeiros voluntários locais receberam na última segunda-feira, dia 30 de outubro, uma nova viatura de combate a fogos florestais.
Foi em frente à casa da proteção civil que a nova viatura de combate a incêndios florestais foi entregue, no âmbito do POSEUR – Portugal 2020.
Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA), executivo municipal e alguns presidentes de Junta de Freguesia do concelho juntaram-se para receber este novo veículo operacional de proteção e socorro (VTTF – veículo tanque tático florestal) que irá contribuir para melhorar a frota da corporação anadiense.
A viatura pode transportar 7 mil litros de água (mais 500 litros de reserva) e três operacionais.
Orçada em cerca de 180 mil euros, a aquisição da viatura foi realizada através de uma candidatura apresentada pela AHBVA ao Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), que financiou a compra em 75%. Os restantes 25% foram suportados pela AHBVA, que recebeu do município de Anadia um subsídio de mais de 17 mil euros, tendo contado igualmente com a ajuda de Manuel Carvalho, emigrante anadiense radicado nos EUA, que angariou 25 mil euros.
Na ocasião, a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, mostrou-se satisfeita pelo facto da associação ter conseguido concretizar este objetivo de “dotar a corporação, com esta viatura” de que “bem precisam para o combate a incêndios florestais”, não só no concelho de Anadia mas também noutros concelhos.
A edil anadiense considerou que as necessidades dos Bombeiros de Anadia passam também “por terem outras instalações, com outras condições de conforto para os bombeiros e associação, num edifício ajustado às suas necessidades”, mas também pelos equipamentos que “têm muitos anos e precisam ser renovados”, referindo-se às ambulâncias de socorro que acusam o peso da idade e o desgaste de muitos milhares de quilómetros e aos próprios equipamentos (fardamento e equipamento de proteção individual), utilizados no dia-a-dia pelos bombeiros.
A JB, Mário Teixeira e José Cruz, respetivamente, presidente e vice-presidente da direção da AHBVA, reconheceram a necessidade de adquirir novas viaturas de socorro e transporte de doentes, “a seu tempo”, até porque, neste momento, não existe qualquer concurso aberto para a aquisição deste tipo de viaturas. “A candidatura que abriu,  só nos permitia concorrer a esta viatura de combate a fogos florestais. Mas estamos atentos e no dia em que aparecer outra candidatamo-nos, sendo agora a prioridade a saúde e o transporte de doentes”, explicou José Cruz: “Não podemos esquecer que este apetrechamento, com este carro, é muito importante para os nossos bombeiros”.

 

Ler mais na edição impressa ou digital