São duas exposições distintas, em espaços igualmente diferentes, mas que acontecem em simultâneo no centro da cidade de Anadia.
No total, são 110 trabalhos que o artista plástico Pedro d’ Oliveira tem patente ao público, em Anadia.
Natural de Ancas, o artista plástico regressa com duas exposições à sede do concelho, onde reside, 13 anos depois de aqui ter realizado uma exposição no Centro Cultural.
Como o bom filho, que à casa torna, desta feita, Pedro d’Oliveira regressa com duas mostras que, não estando muito longe do espaço onde expôs há 13 anos, altura em que completara 10 anos de pintura, nos dão a conhecer um pouco melhor o seu trabalho e percurso.
‘Retrospectiva’ patente na Rodoviária. Foi no simpático e sempre acolhedor café-bar ‘Rodoviária’ que o empresário Pedro Manuel Silva nos falou desta iniciativa que ‘transforma’ as paredes deste espaço numa galeria de arte.
A mostra, intitulada ‘Retrospectiva’, integra trabalhos dos diferentes períodos do artista. São cerca de meia centena de peças que ocupam não só o rés-do-chão, mas também o 1.º andar deste café-bar.
‘Os Cristos do Pedro’ no Museu da Misericórdia. É neste espaço museológico, da tutela da Santa Casa da Misericórdia de Anadia, integrado no Palacete onde viveu José Luciano de Castro, que está patente outra exposição do artista anadiense. Trata-se de uma mostra com trabalhos realizados apenas no último ano e com a particularidade de se tratar apenas de pinturas que retratam Cristo. São cerca de 60 peças distribuídas por três salas.
Esta mostra estará patente até ao dia 5 de janeiro.
 
Ler mais na edição impressa ou digital