A Confraria dos Enófilos da Bairrada, que completará em 2019 quatro décadas de existência e é a mais antiga em atividade em Portugal, deu posse na passada semana à primeira mulher que, na já longa história da instituição, assume a sua presidência. A escolha resultante do ato eleitoral que ocorreu no passado mês de outubro de 2017 recaiu em Célia Alves, a engenheira de 43 anos, gerente e diretora de produção das Caves São João, que assume também a Vice-Presidência da Associação Rota da Bairrada.

O mandato dos atuais corpos sociais da Confraria coincidirá com dois momentos históricos para a região, que se traduzem nos 40 anos da instituição em 2019, ano que coincide também com as 4 décadas da criação da Região Demarcada da Bairrada. Deste modo, pretende a Confraria, em parceria com a Associação Rota da Bairrada e Comissão Vitivinícola da Bairrada, definir um conjunto de iniciativas que se iniciarão com XXXIX Capítulo da Confraria, a realizar em novembro do corrente ano, e que se prolongarão durante um ano, com a realização de conferências, exposições temáticas e debates que terão por tema os últimos 40 anos da região. O ciclo de comemorações terminará, já em 2019, com um evento de homenagem a todas as figuras do vinho da Bairrada que se destacaram na criação da Confraria e contribuíram para a criação da Região Demarcada. No programa da equipa de Célia Alves constará também o lançamento de um vinho comemorativo das 4 décadas da instituição, o qual será apresentado no Capítulo do próximo ano, com vista à sua comercialização.
A cerimónia de tomada de posse terminou com um voto de louvor, proposto pelo Confrade Jorge Sampaio, ao ex-presidente da Confraria dos Enófilos da Bairrada, Fernando Castro.