Emoções a dobrar na paróquia de Vagos, que no último sábado acolheu o novo pároco. Nomeado por decreto episcopal, de 31 de julho passado, o Pe. José Augusto Pinho Nunes foi apresentado à comunidade, na missa vespertina, que registou grande afluência de fiéis.
Ausente por razões de agenda (D. António Moiteiro presidiu, na sé de Aveiro, à celebração dos 50 anos da morte do fundador do Movimento Shoenstatt, Pe, José Kentenich), a posse foi dada pelo vigário-geral da diocese, Pe. Manuel Joaquim Rocha. Para além das irmandades do Senhor dos Passos e Nossa Senhora do Rosário, do agrupamento de escuteiros e vários grupos ligados à pastoral, entre a assistência estavam ainda os presidentes da câmara e da união de freguesias de Vagos/Santo António.
Ausente, como já se previa, esteve o Pe. Manuel Carvalhais, que há cerca de ano e meio não exercia o seu múnus, por se encontrar fisicamente debilitado. Dispensado pelo bispo diocesano, aquele sacerdote deixou a casa paroquial, onde vivia desde outubro de 1993, na véspera da chegada do novo pároco.
Transferido da paróquia de Oliveirinha, o Pe. José Augusto é natural de Talhadas (Sever do Vouga). Nomeado ainda administrador paroquial em Ouca, toma posse dentro de dias. O seu percurso de presbítero começa em Calvão, onde frequentou o seminário, tendo passado mais tarde por Aveiro e Coimbra. Diácono em janeiro de 1993, a 15 de agosto do mesmo ano, na solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria, seria ordenado presbítero por D. António Marcelino, na sé de Aveiro.
Na saudação que dirigiu à paróquia, publicada no “Sopro do Espírito”, considera que vem para Vagos “para viver como irmão, membro do povo convosco, para crescer na fé com o vosso testemunho e oração, e [também] para me colocar ao vosso serviço, com o que tenho e sou”. Pedindo a intercessão de Nossa Senhora, evoca, ainda, as palavras de S. Francisco quando diz “fazei que eu procure mais: consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado”.

(Na foto, o Padre José Augusto com o vigário-geral da diocese)

Eduardo Jaques
Colaborador

Leia a notícia completa na edição de 20 de setembro 2018 do Jornal da Bairrada