A Escola Profissional de Anadia (VITI) acaba de renovar a excelente classificação, ou melhor dizendo, a mesma percentagem que lhe garantiu, no ano anterior, o 2.º lugar a nível nacional, entre as escolas que ministram Ensino Profissional.
Noventa e um por cento dos alunos deste estabelecimento de ensino, que iniciaram a formação no ano letivo de 2014-2015 terminaram, com sucesso, a dupla certificação em 2016-2017, face a uma média nacional (para os mesmos cursos) que se situou nos 62%.
Com 29 pontos percentuais acima da média nacional, a VITI, segundo o seu diretor, Adriano Aires, “vê reconhecido o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por toda a comunidade educativa, ao manter uma classificação elevada no ranking nacional relativamente até ao ano letivo 2016/2017”, sendo também estes resultados, motivo de orgulho “que nos motivam para continuar a nossa missão.”
Os dados nacionais foram recentemente publicados no Portal Infoescolas, do Ministério da Educação. À semelhança do ano anterior, são estatísticas anuais que espelham os resultados das escolas, públicas e privadas, obtidos pelos seus alunos nos ciclos de formação e respetivas modalidades.
“A VITI conseguiu consolidar o bom resultado num patamar alto, relativamente aos alunos que concluíram os cursos em três anos”, explicou Adriano Aires, que avança ainda o facto da escola ter conseguido a “estabilização” face ao ano anterior.
Com um total de alunos que ronda os 300 estudantes de ambos os sexos (equilíbrio entre rapazes e raparigas), a VITI foi analisada em seis cursos (presentemente são sete, já que abriu o curso de Técnico Auxiliar de Saúde).

Ler mais na edição impressa ou digital