Está a circular nas casas comerciais da Freguesia da Palhaça, entre outros locais, um abaixo-assinado a solicitar à administração dos CTT a manutenção da estação na vila. O assunto, que mereceu a aprovação de uma exposição na última sessão da Assembleia de Freguesia, foi suscitado pelo facto da administração dos Correios ter, supostamente, contactado um comerciante local  para negociar a instalação dos seus serviços, fechando a atual estação.

Já com largas dezenas de assinaturas recolhidas nas lojas da freguesia, assim como na última feira da Palhaça, a Junta de freguesia continua a multiplicar contactos e reuniões com a administração nacional dos CTT, sem que haja algo de conclusivo sobre o futuro da loja/estação dos Correios, disse ao JB o presidente da Junta, Manuel Martins.

Tanto no texto que fundamenta o abaixo-assinado como na exposição aprovada pela Assembleia de Freguesia, na sessão ordinária de 26 de dezembro, a população e autarcas pedem à administração dos CTT que reverta a intenção de encerramento da estação da Palhaça, “mantendo o seu funcionamento nos moldes e horários atuais, disponibilizando o leque de serviços que têm vindo a ser prestados, mas reforçando a sua qualidade”.

E sustentam que a transferência destes serviços para privados, “enquanto solução apontada e possível, não é garantia suficiente para assegurar os direitos dos utentes e os interesses da região, nem a qualidade, segurança e confidencialidade do serviço postal”.

Reportagem completa na edição do Jornal da Bairrada de 4 de janeiro.