O Grande Prémio Frei Gil tornou-se, durante muitos anos, um marco na reta final do ano letivo, no Instituto de Promoção Social da Bairrada (IPSB), em Bustos. Ao Heliódromo Frei Gil, uma estrutura construída especificamente para a promoção das energias alternativas, acorriam centenas de jovens de todo o país, com protótipos de carros e barcos movidos a energia solar.
Dois anos após o encerramento do IPSB, o Grande Prémio Frei Gil volta a ser uma realidade, sob organização do Clube de Energias Renováveis Professor Fernando Ferreira, uma associação fundada por jovens de 18 e 19 anos, sediada em Bustos. A iniciativa mantém os objetivos para que foi criada, há cerca de 13 anos: a formação de jovens para uma educação sustentável e de reutilização de materiais, mas que lhes permita igualmente criar algumas bases em eletrónica simples. O presidente Duarte Almeida explicou ao JB que o Clube de Energias Renováveis Professor Fernando Ferreira está a tentar inovar em relação ao que já era feito anteriormente, e que nesse sentido haverá este ano um novo escalão de competição, as “24 horas solares”.

 

Ler mais na edição impressa ou digital