O executivo da Câmara Municipal de Anadia aprovou, na sua última reunião, no passado dia 17 de julho, as normas de execução do Orçamento Participativo do Município de Anadia (OPMA) para o ano de 2019.
O OPMA visa promover a participação da população nas decisões estratégicas do município e na gestão de parte dos recursos públicos disponíveis, adequando as políticas públicas municipais às necessidades e expetativas das pessoas. Esta “nova” ferramenta permite que a população possa eleger os projetos de acordo com os seus interesses e necessidades diretas, procurando granjear uma governação mais próxima, centrada nas pessoas e nos seus problemas.
 
250 mil euros 
para projetos
Para o ano de 2019, o OPMA está dotado de uma verba global de 250.000 euros para financiar os projetos mais votados pelos munícipes, sendo que o limite máximo de cada projeto apresentado para votação não poderá ultrapassar os 50.000 euros.
Para esta primeira edição, não foi definida uma área em concreto, pelo que as propostas a apresentar, sejam de natureza material ou imaterial, poderão enquadrar-se em todas as áreas de atribuição do Município.
A primeira fase do OPMA 2019, que passa pela apresentação de propostas, vai decorrer entre 1 de agosto e 15 de setembro. Segue-se a análise técnica e esclarecimentos das propostas apresentadas e, posteriormente a votação dos projetos que forem admitidos.
 
Ler mais na edição impressa ou digital