Cerca de 250 pessoas estiveram presentes na sexta-feira, dia 20, na Ceia de Natal que também celebrou o 86.º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA).
Apesar do mau tempo causado pela depressão Elsa, não ter dado tréguas aos bombeiros, a noite foi de festa. Um evento que contou com a presença da presidente da autarquia, Teresa Cardoso, do presidente da Assembleia Municipal, Manuel Pinho, assim como de António Ribeiro, do CODIS de Aveiro, entre outros convidados, nomeadamente autarcas, dirigentes associativos e empresários.
Brio e motivação
Num jantar que deixou de ser reservado a convidados e, pela primeira vez, aberto à comunidade, Pedro Carvalho, que há 18 meses preside à direção, afirmou sentir “um enorme orgulho em ouvir e ver a evolução que o corpo de Bombeiros teve”, seja pela “implementação de medidas firmes de estancamento da dívida de transportes de doentes e quotizações”, seja pela “melhoria das condições salariais dos bombeiros assalariados”, mas também pela “redução das reclamações e queixas, de conflitos internos e até de absentismo e de incumprimentos operacionais”.
Por isso, aproveitou para reconhecer o aumento do brio operacional, mas também motivacional, não tendo dúvidas de que, hoje, os bombeiros de Anadia têm “espírito de equipa”.
Enalteceu o trabalho dos corpos sociais da AHBVA, mas também as enormes dificuldades, sobretudo financeiras, com que associações de bombeiros se debatem, nomeadamente para manter no quadro ativo bombeiros “capazes para prestar um serviço profissional e de qualidade”.
 
Ler mais na edição impressa ou digital