Nuno Pedro teve uma época atípica. O jovem treinador iniciou mais uma época no Anadia Futebol Clube e saiu à 18.ª jornada. E, num campeonato tão equilibrado, estava dentro dos objetivos e tinha feito história na Taça de Portugal.

Diz que não saiu magoado, mas triste e merecia que fosse bem diferente.
Encontrou no imediato solução para a sua carreira ao assinar pelo Recreio de Águeda por época e meia. Por causa da pandemia, apenas orientou seis jogos. Mostrava-se confiante em tirar os Galos da segunda metade da tabela. Para a nova época, espera fazer um campeonato regular.

Leia a entrevista completa na edição impressa