Os dois vereadores eleitos pelo PSD na Câmara de Oliveira do Bairro, que frequentaram o bar onde se registou um foco de Covid-19 na cidade, e que entretanto testaram negativo, insurgiram-se contra o presidente da Câmara, na última reunião daquele órgão, na passada quinta-feira, acusando-o de “perseguição” em relação ao assunto.

Álvaro Ferreira e António Mota estranham o facto de Duarte Novo ter referido, em declarações à comunicação social, que ambos faziam parte das cem pessoas que estão em vigilância por ligações àquele foco de infeção na cidade e por deixar no ar que ambos não terão assumido uma postura de responsabilidade sobre a situação que se vive.

Leia tudo sobre a última reunião de Câmara na edição impressa de 2 de julho do Jornal da Bairrada ou pode ler já aqui.