O Município de Vagos tem reduzido a sua dívida em mais de meio milhão de euros ao ano, passando dos 18.593.432 euros de dívida em 2010 para 13.242.254 euros em 2019. A Comissão Política Concelhia do PSD de Vagos avança com estes números para sustentar o reconhecimento do trabalho do atual executivo, liderado pelo social-democrata Silvério Regalado, que tem permitido ao concelho desenvolver-se “de uma forma ampla, mas também sustentável financeiramente”, tendo por base “contenção financeira, redução da dívida municipal e ainda competência para a obtenção de financiamento externo”.

Em comunicado enviado à nossa redação, o presidente da Concelhia do PSD, Juan Martins, considera que ao longo dos últimos mandatos autárquicos, Vagos tem crescido nos diferentes níveis de desenvolvimento, começando desde logo pelo desenvolvimento económico, com a captação de unidades industriais, tanto na Zona Industrial de Vagos como no Parque Empresarial de Soza, “investimentos fundamentais para a criação de emprego e fixação da população” no concelho.

Menciona depois as soluções que o executivo tem apresentado nas áreas de Educação e Cultura, nas Obras e Planeamento, na requalificação da rede viária, regeneração urbana e proteção costeira, mas também no “desenvolvimento permanente do Turismo, não só o de praia, mas também de natureza, aproveitando aquilo que são as condições de exceção que em Vagos podemos encontrar”. Em relação ao Desporto e Juventude, lembram “o apoio às diversas associações desportivas, sobretudo na vertente da formação”, e na Coesão e Apoio Social, a ligação estreita com as IPSS’s.

Todo este desenvolvimento não é, porém, alheio a obstáculos, ressalva o partido social-democrata de Vagos, pois para além de, nos últimos sete anos, se ter “vivenciado ainda parte da crise económica que levou à intervenção externa com sérias repercussões nas autarquias locais, mais recentemente lidámos com autênticas catástrofes naturais e de ordem sanitária”, dando como exemplo os incêndios de 2017, a tempestade Leslie e, mais recentemente, a pandemia de Covid-19.

A tudo isto “os eleitos social-democratas, sob a liderança de Silvério Regalado, responderam com assertividade e firmeza”. O comunicado termina com enfoque na “gestão rigorosa” da equipa liderada por Silvério Regalado, que tem permitido “reduzir a dívida, fazer obra e reforçar as bases para que o concelho de Vagos continue a crescer o mais harmoniosamente possível, com rigor, seriedade e determinação”.