Já são conhecidos os vencedores do Programa de Apoio à Cultura, promovido pelo Município de Oliveira do Bairro, que vão receber, no total, um valor superior a 17 mil euros.

Os três projetos vencedores são “Tributo a Paião, Cid e Afonso”, proposto por Vasco Miranda, no valor de 3.580 euros, “Vas Figuli Piano”, de Mariana Miguel, no valor de 11.000 euros, e “Gravação e edição de disco comemorativo do 60.º aniversário de carreira”, do grupo Amadeu Mota, no valor de 2.500 euros.

O júri do programa foi constituído por Lília Ana Águas, vereadora da Cultura do Município de Oliveira do Bairro, Cristina Calvo, chefe de fivisão da área da cultura, e Tiago Matias, diretor do Quartel das Artes.

De acordo com Lília Ana Águas, “foram recebidas sete candidaturas, com projetos bastante interessantes, tendo sido difícil a escolha dos vencedores”. Os critérios de avaliação utilizados passaram, segundo a autarca, pelo “valor artístico, viabilidade económica e ligação do projeto ao concelho e à comunidade”. “Dou os sinceros parabéns a todas as candidaturas, que demonstraram, mais uma vez, que o Concelho de Oliveira do Bairro é terra de cultura, de arte e de artistas”, acrescentou Lília Ana Águas.

A vereadora da Cultura fez questão de relembrar que este programa teve como principal objetivo “apoiar os profissionais da cultura residentes no nosso Concelho que, nestes tempos difíceis de pandemia, viram a sua fonte de rendimento, especialmente a que advinha dos espetáculos, ser praticamente reduzida a zero”.

Para além desse apoio, os objetivos do programa passaram também pela promoção da vertente pedagógica e educativa de projetos culturais, desenvolvimento de ações para captar novos públicos, promoção da organização colaborativa e valorização dos recursos locais e pela alavancagem da economia do Concelho, através do uso da criatividade como fator de diferenciação, na construção de uma identidade sustentada pela cultura.

Recorde-se que o Programa de Apoio à Cultura do Município de Oliveira do Bairro foi lançado em julho deste ano, com um valor disponível de 20 mil euros, para ajudar a concretizar projetos culturais no Concelho, nas áreas das artes visuais, artes performativas (música, teatro e dança), artesanato, literatura, património, cinema e audiovisual.

O programa destinou-se a pessoas coletivas, ou singulares, que não se encontrassem abrangidas pelas medidas previstas no Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo do Município, nem por quaisquer outros protocolos de âmbito cultural.