Cerca de uma centena de amigos, voluntários e benfeitores ligados à obra salesiana de Mogofores, estiveram reunidos no último domingo para assinalar o Dia de D. Bosco (31 janeiro) mas que se celebra nesta comunidade no último domingo de janeiro.
A iniciativa realiza-se há já sete anos e junta neste dia muitas pessoas ligadas à comunidade de Mogofores, mas também amigos, voluntários que ao longo dos tempos têm colaborado com esta obra (que integra a paróquia, o colégio e o santuário).
Este ano, políticos, autarcas e representantes de outras instituições de ensino não faltaram ao convite. Por isso, a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, o ex-presidente da Câmara e vereador Litério Marques e diretores de três estabelecimentos de ensino do concelho (Eloi Gomes, da ESA; Idalina Faneca, do Colégio de Famalicão e Adriano Aires, da Escola Profissional de Anadia), foram alguns dos rostos desta festa, que contou ainda com a presença do presidente da Junta de Freguesia, Fernando Fernandes e de muitas outras personalidades.
Um convívio que serviu sobretudo para celebrar o patrono da instituição que, há 79 anos, está instalada em Mogofores.
Depois da eucaristia das 12h, onde esteve em evidência D. Bosco, “pescador de homens”, mas sobretudo de jovens, era chegada a hora do convívio realizado na cantina da Colégio.

Reunião de amigos. Na ocasião, o Padre José Fernandes, diretor do Colégio não só agradeceu a presença de todos em tão animado convívio, demonstrativo do carinho e amizade que sentem pela instituição, mas também porque os cinco salesianos residentes nesta instituição tentam, todos os dias, estar mais próximos dos jovens e da comunidade.
Mas é, sem dúvida, “o especial carinho pelos jovens” que aqui estudam que dá força, ânimo e alento ao projeto salesinano.
O diretor não deixaria, neste momento de festa, de recordar, Norberto Correia que, apesar dos seus 90 anos não faltou ao convívio.
Natural da Malaposta, este nonagenário é conhecido por ser um dos vários beneméritos que muito fez pela instituição: “naquele tempo, era caixeiro viajante e fez um contrato com D. Bosco; o que ganhasse acima de um determinado valor, dava 10%, todos os meses aos salesianos”, explicou o padre José Fernandes, que destacaria ainda as boas relações entre as instituições de ensino do concelho, agradecendo a presença dos seus diretores e representantes, evidenciando que todos trabalham para um mesmo objetivo.

Criar ofertas. Também a autarca Teresa Cardoso se mostrou sensibilizada com o convite, e sendo presença assídua em eventos promovidos pelos estabelecimentos de ensino do concelho, sublinhou estar “perto de vós, da vossa comunidade religiosa e do vosso projeto educativo para nos conhecermos melhor e perceber os vossos anseios”, dando nota do esforço contínuo no estreitar de relações com as escolas, “porque todos somos pescadores de jovens”. A edil anadiense entende que, nesta área da Educação, só o trabalho conjunto de todos permitirá alcançar o sucesso educativo, assim como criar mais ofertas para que os jovens se sintam realizados.
Acrescente-se ainda que a comunidade educativa celebra a Festa de D.Bosco no próximo dia 31 (sexta-feira), com eucaristia, pelas 9h, seguindo-se um sarau cultural e uma tarde desportiva.

Catarina Cerca