Oferecida à antiga presidente de câmara, Alda Santos Victor, e posteriormente entregue ao pároco de Vagos, para que este “lhe desse o destino que melhor entendesse”, uma imagem de Nossa Senhora de Fátima, em marfinite, acaba de “viajar” até França.
Cedida a uma emigrante vaguense, que reside perto da sede do jornal “Charlie Ebdo”, a imagem está agora ao culto de uma igreja parisiense, que costuma ser visitada pelos portugueses. “E lá partiu a suscitar amor, confiança e devoção em muitos católicos, obrigados a viver entre muçulmanos, judeus, indiferentes, agnósticos e ateus”, refere o Pe. Manuel Carvalhais, na folha semanal da paróquia de São Tiago de Vagos.

Eduardo Jaques