Fogueira

Fogueira

Chegou o alcatrão

Chegou finalmente o alcatrão a algumas das estradas que se encontravam em maior estado de degradação no lugar da Fogueira, freguesia de Sangalhos.
É que, após as obras de saneamento básico que deixaram a rede viária em muito mau estado, a população já estava a ficar cansada de ter de conviver, diariamente, ora com o pó, ora com a lama.
Agora, a Câmara Municipal já começou a tapar com tapete betuminoso não só os rasgos centrais das principais estradas que seguem para Ancas, Amoreira da Gândara e Rio, como também já colocou tapete betuminoso em alguns dos arruamentos secundários que se encontravam em muito mau estado (Rua da Corga, Rua dos Paiços, Rua do Queimado, Rua dos Fornos e Travessa da Rua dos Fornos), alguns dos quais já não eram alvo de qualquer beneficiação há muitos anos.
Convém agora não esquecer que ainda existem neste lugar muitas outras estradas e arruamentos a necessitar de beneficiação e que não deverão ser esquecidos pela autarquia, nomeadamente a curva que antecede a capela da Fogueira que deveria ser alvo de um alargamento, dado o número de acidentes que ali ocorrem, ora por falta de visibilidade, ora pelo facto de a via neste local estreitar bastante.

(9 Jul / 10:35)

Fogueira

Fogueira

Assaltos na Fogueira

Na noite de 27 para 28 do passado mês de Outubro, foi assaltado o talho localizado na Rua da Avisada, propriedade de António Martins de Oliveira Joinas.
Os larápios forçaram uma grade de ferro de segurança que protegia a janela lateral, forçando-a e arrancando-a, penetrando depois livremente no interior do estabelecimento.
Segundo informou o proprietário a Jornal da Bairrada: foram furtados vários artigos como carnes, fumadas, chouriços e várias coisas da especialidade do estabelecimento, que devem ascender a mais de 3 mil euros, além de alguns trocos que tinha na caixa registadora, e que concretamente não pode avaliar.
Dentro do talho praticaram várias tropelias destruindo diversos artigos do serviço, deixando o interior num pandemónio.
Na mesma oportunidade em que registamos este acontecimento também o Sr. António de que se queixou que na noite de 25 para 27 do mesmo mês, a sua residência foi visitada exteriormente por estranhos, não tendo, no entanto, notado qualquer furto.
Estes queixosos lamentam e atribuem estas indesejáveis visitas a escuridão que se verifica na Rua da Avisada desde o Largo da Feira até a fábrica de redes.
Acrescentam que já por diversas têm contactado os serviços da E.D.P. não tendo até esta data a avaria da rede pública sido reparada.
Referem ainda que habitualmente as crianças que frequentam o A.T.L. vêm para a Escola Primária das 15h30 às 19 horas, constituindo um perigo latente a falta de luz naquele espaço.
Esta falta de luz já se vem arrastando há bastante tempo, apesar de como nos informaram aqueles habitantes já terem mesmo relatado esta flagrante falta a Junta de Freguesia para expor esta situação à E.D.P., pois como referiram numa artéria com desusado movimento a circulação de crianças sem luz pública é extremamente perigoso.
Na realidade a luz é um bem que em pleno século XXI é imprescindível, não se justifica de forma alguma a sua falta.

M.M.

(4 Nov / 17:23)

Fogueira

Fogueira

Chegou o alcatrão

Chegou finalmente o alcatrão a algumas das estradas que se encontravam em maior estado de degradação no lugar da Fogueira, freguesia de Sangalhos.
É que, após as obras de saneamento básico que deixaram a rede viária em muito mau estado, a população já estava a ficar cansada de ter de conviver, diariamente, ora com o pó, ora com a lama.
Agora, a Câmara Municipal já começou a tapar com tapete betuminoso não só os rasgos centrais das principais estradas que seguem para Ancas, Amoreira da Gândara e Rio, como também já colocou tapete betuminoso em alguns dos arruamentos secundários que se encontravam em muito mau estado (Rua da Corga, Rua dos Paiços, Rua do Queimado, Rua dos Fornos e Travessa da Rua dos Fornos), alguns dos quais já não eram alvo de qualquer beneficiação há muitos anos.
Convém agora não esquecer que ainda existem neste lugar muitas outras estradas e arruamentos a necessitar de beneficiação e que não deverão ser esquecidos pela autarquia, nomeadamente a curva que antecede a capela da Fogueira que deveria ser alvo de um alargamento, dado o número de acidentes que ali ocorrem, ora por falta de visibilidade, ora pelo facto de a via neste local estreitar bastante.

(9 Jul / 10:35)

Fogueira

Fogueira

Assaltos na Fogueira

Na noite de 27 para 28 do passado mês de Outubro, foi assaltado o talho localizado na Rua da Avisada, propriedade de António Martins de Oliveira Joinas.
Os larápios forçaram uma grade de ferro de segurança que protegia a janela lateral, forçando-a e arrancando-a, penetrando depois livremente no interior do estabelecimento.
Segundo informou o proprietário a Jornal da Bairrada: foram furtados vários artigos como carnes, fumadas, chouriços e várias coisas da especialidade do estabelecimento, que devem ascender a mais de 3 mil euros, além de alguns trocos que tinha na caixa registadora, e que concretamente não pode avaliar.
Dentro do talho praticaram várias tropelias destruindo diversos artigos do serviço, deixando o interior num pandemónio.
Na mesma oportunidade em que registamos este acontecimento também o Sr. António de que se queixou que na noite de 25 para 27 do mesmo mês, a sua residência foi visitada exteriormente por estranhos, não tendo, no entanto, notado qualquer furto.
Estes queixosos lamentam e atribuem estas indesejáveis visitas a escuridão que se verifica na Rua da Avisada desde o Largo da Feira até a fábrica de redes.
Acrescentam que já por diversas têm contactado os serviços da E.D.P. não tendo até esta data a avaria da rede pública sido reparada.
Referem ainda que habitualmente as crianças que frequentam o A.T.L. vêm para a Escola Primária das 15h30 às 19 horas, constituindo um perigo latente a falta de luz naquele espaço.
Esta falta de luz já se vem arrastando há bastante tempo, apesar de como nos informaram aqueles habitantes já terem mesmo relatado esta flagrante falta a Junta de Freguesia para expor esta situação à E.D.P., pois como referiram numa artéria com desusado movimento a circulação de crianças sem luz pública é extremamente perigoso.
Na realidade a luz é um bem que em pleno século XXI é imprescindível, não se justifica de forma alguma a sua falta.

M.M.

(4 Nov / 17:23)

Leave a reply

Primeira Página

O JB no Facebook

Newsletter do Jornal da Bairrada

As notícias que contam, na sua caixa de email. Subscreva!

A sua subscrição foi recebida com sucesso!