1-Na primeira de 12 finais, o Oliveira do Bairro não vacilou em casa e ganhou ao Académico de Viseu, adversário directo nas contas da manutenção. Foi um jogo com duas partes distintas. Na primeira, o Oliveira do Bairro foi superior, e na segunda teve ensejo de matar o jogo, não o fez, e viu-se e desejou-se para segurar a vitória.
O Pampilhosa segurou a liderança graças ao nulo alcançado no terreno do Marinhense, mas viu o Tourizense ficar a apenas um ponto depois da vitória sobre o Monsanto.
E foi com um golo solitário de Oliveira que o Anadia conquistou a oitava vitória em casa, mantendo a pressão para o líder Pombal, que contabiliza mais dois pontos que os Trevos.
2-O Oliveira do Bairro tem um duro teste em Tondela onde mora o 3.º classificado. A equipa beirã perdeu na última jornada em casa e tudo irá fazer para rectificar esse mau resultado, sob pena de ficar mais longe da luta pela subida de divisão. Os Falcões podem jogar com essa pressão, embora a sua seja ainda maior pela circunstância de estar mal classificado.
O Académico de Viseu volta à Bairrada para medir forças com o Pampilhosa. Pela amostra em Oliveira do Bairro, os ferroviários, com mais ou menores dificuldades, irão continuar no trilho do sucesso.
O Anadia joga na Tocha, adversário que na época passada foi um autêntico “carrasco” para os Trevos. Neste momento a equipa está longe daquilo que fez na temporada anterior, embora o Anadia quando joga fora não consegue ter o mesmo comportamento do que em casa. Empate em perspectiva!

Manuel Zappa