Regressado de Moçambique, onde esteve entre 3 e 5 de Março, integrado na comitiva da visita oficial do primeiro-ministro a este país, o presidente da Câmara faz um balanço muito positivo das acções em que participou.
Começando por destacar o facto de José Sócrates ter incluído na agenda da visita “a cooperação que o Biocant tem vindo a desenvolver com o Ministério da Ciência e Tecnologia de Moçambique, no âmbito de um protocolo celebrado há algum tempo”, João Moura sublinha que “quando esteve em Cantanhede, a inaugurar o terceiro edifício do Biocant, o primeiro-ministro valorizou o intercâmbio técnico e científico ao abrigo do acordo estabelecido com o Estado Moçambicano. Esta é mais uma razão para acreditarmos que o Biocant vai ter um papel relevante na cooperação científica com os PALOP”.
Além de ter participado no seminário, João Moura destaca como momentos altos as reuniões com representantes do Governo moçambicano, em particular com o Ministro da Ciência e Tecnologia, Venâncio Massingue. A este respeito, o autarca adianta que “foi analisado o programa e a calendarização das acções previstas no âmbito da assessoria técnica e científica que o Biocant está a prestar ao Governo Moçambicano, entre as quais o Programa de Formação Avançada em Biotecnologia”.