O Festival de Leitão de Covões, que se realizou no fim-de-semana de 14 e 15 de Agosto, nesta freguesia do concelho de Cantanhede, foi um verdadeiro sucesso. Quem o admite é Paulo Oliveira, presidente da Assembleia-geral da Sociedade Filarmónica dos Covões, organizadora do evento.
Pelo pavilhão gimnodesportivo local passaram, nos dois dias, cerca de três mil visitantes, que consumiram, aproximadamente, 200 leitões assados por três assadores da terra.
O certame, que surgiu com o intuito de promover e divulgar o leitão assado na freguesia, tem ajudado, ao longo destas cinco edições, a catapultar o nome da freguesia para os lugares cimeiros da gastronomia regional. A qualidade do leitão assado, associada à mestria dos assadores, são ingredientes chave no sucesso do certame, que ajuda ainda a promover a freguesia, os valores, usos e costumes locais, assim como as associações e a riqueza natural da freguesia.
Com realização sempre no mês de Agosto e no pavilhão gimnodesportivo local (com capacidade para 300 lugares sentados) a edição deste ano recebeu, segundo Paulo Oliveira, inúmeros visitantes estrangeiros, bem como muitos emigrantes, filhos da terra, que regressam durante este mês para gozar de férias junto dos familiares e amigos. Contudo, Paulo Oliveira destaca que há muito que o certame passou as fronteiras regionais sendo, hoje, visitado por pessoas provenientes dos mais variados pontos do país.
A 16,50 euros a dose, com acompanhamento – batata, salada e laranja (para 2 pessoas) – o leitão, para além de assado, possibilitou, à semelhança de edições anteriores, a degustação de um variado leque de pratos, todos eles tendo por base este ex-libris da região. Assim, não faltaram a cabidela de leitão, rancho de leitão, bola de leitão, feijoada de leitão, croquetes e rissóis de leitão. Este ano, a novidade prendeu-se com três novos pratos (pizza de leitão, ferro velho e entrada fria de leitão), que fizeram as delícias dos visitantes.
“Tudo correu muito bem em termos organizativos, de logística e no serviço às mesas, pois a rapidez possibilitou encher o gimnodesportivo várias vezes”, destacou Paulo Oliveira.
Um evento onde não faltou a animação, a cargo da Sociedade Filarmónica dos Covões, Grupo Típico Regional “Cepa Torta”, karaoke e Grupo de Música Tradicional Gandareia.

Catarina Cerca