A Câmara de Águeda promoveu, na segunda-feira, um jantar debate com cerca de cem empresários, investidores e empreendedores para discutir o futuro empresarial de Águeda.

Segundo Gil Nadais, presidente da Câmara Municipal de Águeda, “a autarquia aguedense tem vindo a realizar, nos últimos cinco anos, um forte investimento ao nível empresarial”. “São exemplos os Parques Empresariais de génese municipal (Casarão e Giesteira) que permitiram já captar grandes investimentos para o concelho (como é o caso do entreposto da Região Centro do LIDL & C.ª), ou iniciativas como o Lighting Living Lab, projecto que agrega um conjunto de empresas do concelho, centros de saber e a autarquia, na prossecução de soluções inovadoras de iluminação pública que tornem as empresas do concelho líderes de mercado.”

Após o jantar e antes do debate, seguiu-se a assinatura dos primeiros quatro contratos com representantes das empresas que se irão fixar nos parques empresariais. Foi ainda apresentado o programa Águeda Empreende, que é constituído por 11 acções, a executar ao longo de 9 meses, e pretende gerar condições para a criação de novas empresas no concelho, quer através da atracção de investimentos vindos de fora do município, quer através do fomento do empreendedorismo.

É objectivo “tornar competitivo o tecido empresarial do concelho, através da crescente introdução dos factores avançados de competitividade e inovação”, assim como “aproximar o mundo empresarial da universidade e do poder político numa lógica de “triple helix”, tornando o concelho de Águeda mais sustentável”, referiu Gil Nadais.