Assinalam-se, no próximo fim-de-semana, bodas de prata sobre a fundação da Associação de Melhoramentos da Mamarrosa (AMM), cujo projecto principal passava pela construção de um equipamento de cariz social e cultural para servir a freguesia. Daí ter sido construído o que hoje se denomina de Salão Cultural da Mamarrosa. “Esse espaço de grande qualidade e utilidade, não só para a Mamarrosa, mas também para o concelho de Oliveira do Bairro, está ao dispor de todos para as suas actividades, sendo utilizado por associações, comissões, grupos, entidades e escolas da Mamarrosa e pela Câmara Municipal, quando é necessário”, adianta Carlos Ferreira, presidente da direcção dos actuais órgãos sociais, eleitos em Fevereiro.
Apesar de estar apenas há alguns meses na liderança, Carlos Ferreira tem conhecimento de que, nos anos anteriores, “tanto a Câmara Municipal como a Junta de Freguesia têm apoiado a associação, nomeadamente na melhoria das condições do Salão Cultural e nas suas actividades”.
Brevemente, ser-lhe-á atribuido um subsídio extraordinário pela autarquia, para a reparação do telhado e substituição de alguns quadros eléctricos (devido a infiltrações); serão também substituídas portas, por se encontrarem em mau estado de conservação, e proceder-se-á a um arranjo e pintura exterior.
Em 2010, a direcção procedeu à alteração e registo de novos estatutos e criou e registou o brasão da associação. Foi feita a habitual gestão do Salão Cultural e angariaram-se novos sócios. A AMM participou em eventos concelhios, como o Viva as Associações, Feira Seiscentista e Mostra Gastronómica da Mamarrosa.
Para o próximo ano, os projectos da direcção passam por manter as actividade existentes e introduzir outras. “Destaco, já para o início de 2011, sessões de yoga aos sábados à tarde”, sublinha Carlos Ferreira. Previsto está também o estabelecimento de protocolos com outras associações/entidades, apoio e manutenção do Grupo de Animação Cultural e dinamização do Salão Cultural. “A médio/longo prazo, estamos a trabalhar num projecto que, caso haja apoio e vontade institucional, colmatará uma necessidade há muito ansiada pelo povo da Mamarrosa”, mas mais não adianta Carlos Ferreira.
O presidente espera poder continuar a contar com o apoio e reconhecimento da população da Mamarrosa, “sempre cooperante para com todas as associções e grupos da terra”.
Comemorações. As comemorações dos 25 anos da AMM incluem uma noite de fados (21h), no dia 27, no Salão Cultural; no domingo, 28, às 9h30, missa de sufrágio por alma dos membros da associação já falecidos; às 11h, romagem ao cemitério da Mamarrosa; a partir das 15h, a população pode assistir a uma tarde cultural no Salão, com a participação do Grupo de Animação Cultural da Mamarrosa, Quarteto da Banda Filarmónica da Mamarrosa, Grupo de Cantares de Anobra, Condeixa, e Ranchos Folclóricos de S. Simão de Mamarrosa e As Vindimadeiras de Mamarrosa (entrada livre).

Oriana Pataco
oriana@jb.pt