Dezanove cidadãos estrangeiros foram identificados e dois detidos no âmbito de uma mega-operação de fiscalização desencadeada pelo Destacamento da GNR de Anadia que decorreu, de sábado para domingo, na Bairrada.

A operação, que contou com o apoio do pelotão de intervenção rápida e com o binómio, permitiu fiscalizar seis estabelecimentos de diversão nocturna (quatro em Anadia, um na Mealhada e um outro em Oliveira do Bairro), onde foram fiscalizadas 19 pessoas, na sua maioria oriundas do Brasil, das quais foram detidas duas por permanência ilegal no país. Uma mulher foi notificada para abandonar o país, enquanto que um homem terá que se apresentar no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Nesta operação, ainda foram apreendidas várias porções de haxixe que estavam em poder de três jovens, com idades compreendidas entre os 21 e 29 anos. O produto, segundo fonte policial, destinava-se a consumo. Os indivíduos foram notificados para se apresentarem na Comissão de Dissuasão de Toxicodependência de Aveiro.

Ainda no decurso desta operação, foram fiscalizados 150 condutores, tendo sido detidos dez. Sete dos quais por conduzirem com excesso de álcool no sangue, com taxas de alcoolemia compreendidas entre 1,35 e 2,32 gr/litro de álcool no sangue. Um outro condutor foi detido por falta de habilitação legal para conduzir, enquanto que um outro homem foi detido por se ter recusado a efectuar o teste de alcoolemia. Além, disso, este condutor ainda injuriou e ameaçou os militares. Terá, agora, que responder, alegadamente, pelo crime de resistência e coacção. O décimo condutor foi detido por ter pendente um mandado de detenção, pela falta de pagamento de uma coima.