O executivo municipal da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro subscreveu, na penúltima quinta-feira, um voto de manifestação de preocupação, entregue pelo vereador do CDS/PP, Jorge Mendonça, “tendo em conta que a alteração da legislação que regula o regime dos contratos de associação entre o Estado e o ensino particular e cooperativo ameaça o normal funcionamento do Instituto de Promoção Social de Bustos”.
“O IPSB é uma escola que tantos e significativos sucessos tem alcançado para o ensino concelhio, contribuindo para o desenvolvimento de Oliveira do Bairro no panorama escolar do país, pelo que a Câmara Municipal manifesta a sua mais séria preocupação pela eventual verificação desse desfecho o qual, a concretizar-se, gerará problemas de grande instabilidade social no concelho, não só ao nível do desemprego dos trabalhadores docentes e não docentes, mas também do próprio serviço público de educação”, lê-se no documento aprovado.
Mário João Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, deixou claro que, desde a primeira hora, se disponibilizou ao conselho de administração do IPSB de Bustos para estar ao seu lado. “Para estar a par dos interesses do concelho, e para estar ao lado da administração e defender os interesses daquela administração”, reforçou o autarca.