A requalificação urbana da Curia, orçada em cerca de 2 milhões de euros, vai avançar durante este ano. O executivo anadiense aprovou, por unanimidade, na última reunião de Câmara, lançar a obra a concurso.
A apresentação da obra a toda a vereação coube à equipa técnica da Câmara, liderada pelo arquitecto Rui Rosmaninho, que começou por sublinhou o facto da intervenção ser feita em 50 mil metros quadrados de área. Aliás, a zona central da Curia vai ficar irreconhecível, já que a intervenção será feita ao pormenor, onde nada foi deixado ao acaso.
Assim, a área de intervenção abrange o núcleo central da povoação, entre o IC2 e a envolvente ao parque das termas e hotéis.
Segundo Rui Rosmaninho, são abrangidas: a Avenida dos Plátanos, o actual parque de merendas, a rotunda envolvente à seda da Rota da Bairrada, a rotunda Dr. Luís Navega, as Ruas do Pinheiro Manso, das Tílias, das Laranjeiras e dos Plátanos. A obra prende-se também com o facto da estância termal, outrora um dos principais cartões-de-visita do concelho, estar agora refém de uma deterioração em praticamente todas as infra-estruturas urbanas existentes.

Rede viária. Vai ser feita uma remodelação profunda da rede rodoviária e pedonal com reordenação do trânsito local. Serão definidos circuitos pedonais e traçada uma ciclovia com cerca de três quilómetros, mas também o parqueamento de automóveis ligeiros e autocarros será reformulado.
Ao nível da rede de iluminação pública, esta será substituída por leds, uma solução inovadora, durável e de baixo consumo. Por outro lado, o núcleo da Curia terá mobiliário urbano actual e funcional (bancos, papeleiras, bebedouros e parques para estacionamento de bicicletas) e nova sinalização horizontal e vertical. De sublinhar que foi concebido um sistema de videovigilância com localização de câmaras em locais estratégicos, de modo a garantir a segurança de pessoas e bens.
Rui Rosmaninho avançou ainda que será realizada a remodelação da drenagem das redes de saneamento, águas pluviais e abastecimento de água pública. Quanto aos espaços verdes, vão ter uma atenção redobrada, pois será efectuada a limpeza da arborização e plantadas novas espécies.

Novas rotundas. O projecto propõe a construção de duas rotundas na Rua dos Plátanos para beneficiar o tráfego automóvel junto às áreas residenciais a norte da estância termal.
No antigo parque das merendas vai nascer um novo parque lúdico, com a implantação de novas mesas de piquenique, a construção de um parque infantil, a aplicação de novas instalações sanitárias e a definição de uma área de espectáculos e animação, com a construção de um palco de apoio à realização de eventos.
Junto à rotunda e edifício Dr. Luís Navega serão construídas novas instalações sanitárias e serão ainda criados postos subterrâneos para recolha de resíduos sólidos urbanos e substituída toda a rede de contentores.
No final da apresentação, Lino Pintado, vereador do PS, referiu estar de acordo com a beneficiação: “Há muito tempo que a Curia merecia uma intervenção assim”, respondendo a uma preocupação do autarca Litério Marques que, a propósito da apresentação, disse “gostar pessoalmente do projecto, das soluções encontradas e dos materiais utilizados”. Uma obra muito cara, que espera que seja um sucesso.
Certo é que a obra, enquanto durar, irá trazer vários inconvenientes a visitantes e residentes, contudo também é certo que dotará a estância termal de uma imagem atractiva, moderna.

Catarina Cerca