Cinco feridos leves, mais dois do que em 2010, e 14 condutores detidos por excesso de álcool é o balanço da  Operação Páscoa 2011, efectuada pelo destacamento da GNR de Anadia [concelhos da Mealhada, Anadia e Oliveira do Bairro], que decorreu entre quinta e segunda-feira. Apesar do aumento do número de feridos, os acidentes ocorridos baixaram de 11 para nove.
Já o número de condutores detidos sob o efeito de álcool, aumentou de cinco para 14, assim como as contra-ordenações que subiram de 53 para 69. Ao todo foram fiscalizados 375 condutores, mais 97 do que no mesmo período homólogo.

Álcool. Apesar do aumento do número de feridos, o Capitão do Destacamento da GNR de Anadia, Paulo Serra, considera o balanço positivo, ressalvando, no entanto, pelo lado negativo, a continuação do elevado número (14) de condutores detidos por conduzirem com taxas superiores a 1.20 gramas/litro de álcool no sangue. Além destes 14 condutores, ainda foram alvo de contra-ordenação outros nove condutores, que conduziam com taxas superiores a 0,50 e inferiores a 1,20 gr/litro de álcool no sangue.

Nacional. A GNR, este ano, deu especial atenção ao controlo de velocidade e excesso de álcool.
A nível nacional, registaram-se 1027 acidentes, menos 133 do que em 2010, revela o Comando Operacional da GNR na sua página na Internet. Em termos de feridos ligeiros, a Guarda sublinha um decréscimo nessa contabilidade: 346 este ano, face aos 372 há um ano.
A Operação Páscoa 2011, que durou cinco dias, envolveu cerca de 1.750 militares da GNR no patrulhamento das estradas, que deram especial atenção ao controlo de velocidade e ao excesso de álcool.

Pedro Fontes da Costa
pedro@jb.pt