“Bairrada Meets Coimbra” designa a primeira prova de espumantes Bairrada, a realizar-se na cidade de Coimbra, no feriado de 1 de maio, entre as 14 e as 20h, nas Piscinas do Mondego.
Sendo o espumante um produto em crescente valorização, devido à sua versatilidade, esta mostra pretende dar a conhecer o trabalho desenvolvido pelos produtores da Bairrada, na busca pela melhoria de qualidade do mesmo.
Contudo, esta iniciativa pretende também contribuir para que a região aumente, a nível nacional, a sua notoriedade através dos espumantes e, ao mesmo tempo, dar a conhecer ao grande público e restauração alguns dos melhores espumantes aqui produzidos.
A ação, inédita, vai contar com a presença de dezena e meia de operadores, ligados à produção de espumantes Bairrada: “nos stands vão estar presentes apenas produtos com certificação Bairrada, pois são estes os que devemos acarinhar já que deixam mais-valia à região”, defendeu Pedro Soares, presidente da CVB.
“No seguimento do nosso entendimento do que deve ser a Bairrada, queremos potenciá-la”, aproveitando o fator diferenciador que caracterizam os singulares, exclusivos e sofisticados espumantes Bairrada”, revelou Pedro Soares, dando conta de que, a par desta ação, outras surgirão, tendo em vista “contribuir para uma maior qualidade e notoriedade” da região. Daí que esta ação possa, caso seja bem sucedida, vir a realizar-se também nas cidades de Aveiro e Figueira da Foz.
Nesta prova de espumantes, realizada em parceria com a Refresh -Coimbra, o visitante, pelo preço simbólico de 5 euros, receberá um flute que o habilitará à prova de vários néctares bairradinos.

Presenças. O produtor anadiense, Ataíde Semedo, terá nesta mostra um dos seus melhores espumantes, “Ataíde Semedo Cuvée Bruto 2010”. A JB, diz que “todo o tipo de mostras e provas que estimulem o consumo e sensibilizem os consumidores para este que é um dos nossos produtos mais emblemáticos da região são de louvar e acompanhar”, sobretudo numa altura em que é fundamental contrariar a tendência da diminuição de vendas e de consumo de vinho. “Coimbra é uma cidade cosmopolita e turística, pelo que esta prova pode ter uma maior abrangência”, defendeu ainda.
Também Maria Miguel Manão, diretora comercial da Adega Cooperativa de Cantanhede, mantém grandes expectativas em relação a esta, que deseja seja “a primeira de muitas outras mostras/provas” que sirvam para “alavancar a Bairrada”.
“Como um dos principais produtores de espumantes DOC Bairrada não poderíamos deixar de estar presentes”, diz, dando conta de que, “sendo o espumante um produto âncora da região e a Bairrada a mais importante e melhor região do país para a produção de grandes espumantes”, os operadores da Bairrada não podem falhar esta iniciativa, “que tem todo o mérito e é de louvar”, até pelo facto de se realizar na cidade vizinha de Coimbra: “é preciso promover a região dentro da região”, destacando que os bairradinos devem ser embaixadores dos produtos da sua própria região e todos juntos “mostrar que a Bairrada produz um conjunto de espumantes que se adaptam a diversos momentos da refeição e das nossas vidas”, ajudando ainda a mudar mentalidades: “o espumante é uma bebida gastronómica muito versátil para acompanhar uma refeição do início ao fim”.
Já Luciana Sardo, relações públicas da Aliança – Vinhos de Portugal, avança que a empresa participa com alguma curiosidade nesta 1.ª edição para “ver como é, conhecer o espaço e ver a adesão do público”. Contudo, reconhece que “mostras deste tipo são muito importantes porque ajudam a promover as marcas e a região”.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt