António Duarte, presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova de Monsarros admite ser candidato (como n.º 2) às próximas eleições autárquicas na freguesia, mas nas listas do Movimento de Independentes (criado pelo atual presidente da Câmara Municipal, Litério Marques) apesar de ter sido “avisado para ponderar bem a minha decisão porque, no futuro, ela poderia ter repercussões”.
O aviso, diz, “foi feito por alguém da Concelhia do PSD Anadia e em frente a testemunhas”.
António Duarte, que já tinha decidido manter-se na vida política local, mas concorrer num local não elegível da lista, dá agora o dito por não dito, para responder ao que admite ser um aviso em jeito de ameaça.

Interpretação do aviso. O autarca faz uma interpretação, que diz ser bastante óbvia, do aviso. Se, por um lado, não tem nada contra quem quer que seja dentro da Concelhia do PSD de Anadia, por outro, interpreta o aviso como uma tentativa de intimidação que não resultou: “como estou ligado à direção de uma IPSS local, é óbvio que caso sentisse que a instituição poderia vir a ser, de alguma forma, prejudicada, sairia imediatamente da direção; depois, profissionalmente todos sabem que a minha empresa faz muitos trabalhos para a Câmara Municipal de Anadia. Se o aviso é uma ameaça a nível profissional, farei como os outros, se não tiver trabalho fecho as portas”, diz.
“Com a nossa candidatura queremos, sobretudo, dar continuidade ao trabalho que temos vindo a desenvolver até à data”, diz.

Movimento vai ganhar na freguesia. António Duarte está convicto de que o Movimento de Independentes vai ganhar na sua freguesia. “Fui convidado para fazer parte das listas do PSD na freguesia ou então para colaborar na elaboração das mesmas. Não aceitei pelo que me fizeram na Concelhia”, explica, dando conta de que a sua decisão de concorrer é uma forma de responder não só a esta “ameaça encapotada”, mas também porque “todos os sete elementos que estão comigo na Assembleia de Freguesia me pediram para reconsiderar a minha eventual saída, pois só nestas condições António Ferreira Carvalho, atual presidente da Assembleia de Freguesia e agora cabeça de lista e todos os restantes elementos que estão connosco aceitariam concorrer na lista do Movimento de Independentes”.
“Será uma lista vencedora”, diz António Duarte que, cumpre o terceiro mandato, sempre eleito como independente nas listas do PSD, mas que vai agora concorrer como n.º 2, pelos Independentes.
“A lei impede-me de ser o cabeça de lista, mas aceitei o convite e vou em segundo lugar, embora o PSD ande a dizer na freguesia que não me candidato e que o Movimento não vai ter lista a concorrer em Vila Nova de Monsarros.”
O autarca revela ainda que a atual secretária, Adelina Almeida, será a número três, da lista do Movimento.

Enorme trapalhada. Refira-se ainda que o autarca entrou em rutura com a Concelhia do PSD Anadia quando, para se tornar militante do PSD teve de se inscrever numa Concelhia, em Lisboa: “aqui, em Anadia, foi-me retirado o direito de ser militante do PSD, já que a minha candidatura foi rejeitada”. E conclui, “toda esta trapalhada poderia ter sido resolvida nestes últimos quatro anos, quer pela Concelhia, pela Distrital ou pela Nacional”, admite, ciente de que o PSD poderá ser penalizado nas próximas autárquicas, já que a divisão da família “laranja”, em Anadia, pode beneficiar os partidos da oposição.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt