Dois caçadores, de 45 e 47 anos, na última segunda-feira, foram detidos pelos militares do Destacamento Territorial de Anadia, em flagrante delito, quando procediam a uma batida à raposa. Foram ainda apreendidos 24 artefactos pirotécnicos, que estavam a ser usados para afugentar as raposas.
A detenção ocorreu durante uma ação de fiscalização ao ato venatório, na zona de Caça Municipal em Amoreira da Gândara – Anadia, quando os militares ouviram fortes barulhos, conseguindo deter em flagrante delito dois caçadores a utilizar artefactos pirotécnicos.
Segundo fonte policial, os indivíduos encontravam-se a fazer uma batida à raposa usando para o efeito, cornetas, chocalhos, buzinas e os artefactos pirotécnicos. Em virtude de não terem licença para tal, foram detidos por terem na sua posse e utilizarem os referidos artefactos pirotécnicos.
Por orientação do Ministério Público, os caçadores foram libertados e notificados para comparecer no Tribunal da Comarca do Baixo Vouga de Anadia, tendo o processo judicial passado para inquérito a aguardar perícia do Núcleo de Armas e Explosivos da PSP de Aveiro.