camara de vagos
O presidente da Junta de Freguesia de Soza, Fernando Vieira, alertou, na penúltima quinta-feira, durante a reunião da Câmara Municipal de Vagos, realizada na sua freguesia, que “existem muitas coisas que estão por resolver, desde a última reunião descentralizada”.
O autarca destacou o mau estado das estradas da freguesia que são uma preocupação constante da população. “As pessoas estão a ficar cansadas”, afirmou Fernando Vieira.
O mau estado em que se encontram algumas vias de Soza, também foi motivo para outros moradores intervirem no período aberto ao público, referindo-se ao deficiente escoamento das águas pluviais na Rua da Barreira, que nos dias mais invernosos deixa intransitável a rua e provoca estragos.
Na mesma reunião, descentralizada, do executivo vaguense, outros moradores identificaram mais problemas relacionados com as ruas, nomeadamente a falta de passadeiras e deram conta que a iluminação pública em alguns locais não é a melhor.
Por seu lado, o presidente da Câmara Municipal de Vagos, Silvério Regalado, confirmou que nem tudo foi resolvido, desde a última rota das freguesias. Contudo, “resolvemos outros problemas que, entretanto, foram surgindo”, acrescentou Silvério Regalado, afirmando que “a autarquia está atenta ao estado das estradas e está a procurar substituir todas as luminárias que sejam em vapor de mercúrio”.
Ao pedido de colocação de passadeiras elevadas em algumas das ruas mais movimentadas, Silvério Regalado deu conta ainda que em alguns locais, “os condutores circulam a velocidades de outro mundo” e que a colocação deste tipo de passadeiras nem sempre é pacífica. “Nós podemos colocar as passadeiras elevadas, mas logo de seguida há sempre alguém que vem reclamar”, alertou o edil vaguense, dando ainda conta que “o executivo está atento a esta situação”.