apoios_camara

A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro pagou, na última sexta-feira, 58.550 euros a associações do concelho, em mais uma entrega do apoio financeiro ao movimento associativo, cujo valor tem aumentado de forma significativa ano após ano.
Desde julho deste ano, já foram entregues 473.050 euros às associações que reuniram os pressupostos legais para receber esse apoio, nomeadamente a entrega à autarquia de toda a documentação necessária para poderem beneficiar do apoio camarário. Os valores entregues são relativos à totalidade e a tranches dos subsídios anuais, verbas relativas a protocolos estabelecidos com as associações e ainda alguns apoios pontuais para obras, iniciativas ou projetos.
Na ocasião da entrega dos subsídios e apoios, Mário João Oliveira, presidente da Câmara Municipal, manifestou grande satisfação por mais esta entrega de apoio financeiro às associações, com valores crescentes desde que lidera a Câmara Municipal, apelando uma vez mais aos dirigentes associativos para que entreguem em devido tempo a documentação necessária, dando assim possibilidade à autarquia de efetuar o pagamento dos valores dos apoios e subsídios aprovados. Para finalizar, o autarca enalteceu a importância que o movimento associativo tem na dinamização social, cultural e económica do concelho e agradeceu o valioso e imprescindível trabalho que as associações têm prestado às comunidades que servem, aproveitando a oportunidade para desejar a todos os dirigentes e público presente os votos de um Bom Natal.
Apoios – ACIB, 2.000 euros; Frei Gil Voleibol Clube, 2.000 euros; Rotary Clube de Oliveira do Bairro, 500 euros; União Desportiva de Bustos, 10.000 euros; Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Oliveira do Bairro, 30.000 euros; Sociedade S. Vicente de Paulo, 500 euros; Os Kotinhas – Associação de Escolas da Palhaça, 500 euros; Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola de Vila Verde, 350 euros; Associação de Pais Ser Feliz – Sobreiro, Bustos: 700 euros e Clube Ornitófilo da Beira Litoral, 500 euros. Valores atribuídos, mas não entregues por ausência dos representantes: Casa do Povo da Mamarrosa, 4.000 euros; Obra Social do Frei Gil, 4.000 euros e Centro Social de Oiã, 3.500 euros.