Durante quatro dias – de 12 a 15 de agosto – todos os caminhos vão dar a Covões, no concelho de Cantanhede. Numa organização conjunta da PRODECO (Centro Social de Covões) e (Secção de Futebol), o Pavilhão de Covões volta a ser palco de mais um Festival do Leitão que vai já na 12.ª edição. Este ano, a grande novidade prende-se com a presença de um padrinho no evento. O músico e compositor André Sardet será um dos rostos presentes no almoço, do dia 15, garantiu a JB, Paulo Oliveira da organização.
À semelhança das anteriores edições, o leitão volta a ser o rei e o prato principal do festival, emprestando o nome a este evento que é já uma referência na região.  Para além do letão assado à Bairrada, os visitantes e apreciadores poderão ainda deliciar-se com a cabidela de leitão, a feijoada de leitão, os folhados de leitão (com ou sem queijo), a bola de leitão e os rissóis de leitão, tudo acompanhado pelos vinhos e espumantes da Adega de Cantanhede, que se associa a este evento.
C
inco assadores da localidade de Covões estão responsáveis por fornecer as muitas dezenas de leitões que vão ser degustados a cada refeição. O preço por dose (para 2 pessoas) ronda os 18 euros e a meia dose 10 euros.
O
certame começa no sábado, dia 12, pelas 19h, com o pavilhão – com capacidade para 300 lugares sentados -, a servir de enorme sala de jantar. No dia seguinte, reabre às 12h e às 19h, para almoço e jantar. Na segunda-feira, dia 14, o leitão regressa ao pavilhão pelas 19h e no feriado, de 15 de agosto, será servido ao almoço e ao jantar.
Paulo Oliveira admitiu ainda a JB que, ao longo dos quatro dias e das seis refeições, cerca de quatro mil pessoas poderão passar pelo pavilhão gimnodesportivo.
A animação vai estar a cargo do Grupo de Teatro Musical da Filarmónica de Covões e as receitas angariadas revertem a favor da PRODECO.
Esta edição do Festival do Leitão conta com o alto patrocínio do Município de Cantanhede e o apoio da União de Freguesias de Covões e Camarneira.