No passado domingo cumpriu-se mais uma jornada do campeonato da 1.ª divisão de basquetebol no Complexo Desportivo de Sangalhos. O Olivais tinha vencido os bairradinos na 1.ª fase do campeonato aquando da sua deslocação a Sangalhos, e por isso esperava-se com alguma apreensão qual seria o desenrolar do jogo. No entanto, o Sangalhos, assentando o seu jogo numa defesa consistente e eficaz, revelou-se implacável, não dando qualquer chance ao adversário de discutir o resultado. Com um primeiro período em que as defesas superaram os ataques, o Sangalhos apesar de apenas converter 13 pontos sofreu 5 pontos do adversário. O segundo período não foi diferente, apesar dos forasteiros melhorarem a sua prestação ofensiva convertendo 13 pontos contra os 17 dos bairradinos. As equipas foram para os balneários com o resultado favorável para os da casa de 30-18. Esperava-se a reação natural do Olivais. Mas o Sangalhos, determinado, iniciou a segunda parte com um lançamento triplo e rumou a mais uma vitória incontestável, alimentando assim a luta pelos lugares cimeiros e consequentemente a possibilidade de subir à Proliga. Venceu os dois períodos e o resultado final foi de 64-41, espelhando bem a diferença evidenciada pelos bairradinos. O apoio do 6.º jogador nas bancadas fez-se sentir novamente, empurrando e apoiando os locais para mais uma vitória.
Este domingo, o Sangalhos terá uma difícil deslocação ao Maia Basket, onde jogará mais uma cartada decisiva na conquista dos seus objetivos. Pede-se o apoio do 6.º jogador.
Equipa B. Na jornada de início da 2.ª fase – subida do CNB2, o Sangalhos B deslocou-se ao Porto para defrontar a forte e experiente equipa do 5 Basket, candidata à subida, e perdeu por 72-64. O jogo começou intenso e equilibrado, onde os ataques se foram sobrepondo às defesas, com o Sangalhos em vantagem no 1.º período por 10-11.
No segundo parcial, o jogo interior do 5 Basket fez alguma mossa no Sangalhos e carregou de de faltas alguns dos seus atletas mais influentes.
Com as substituições, o clube portuense cresce e ganha o parcial, chegando ao intervalo na frente por 5 pontos.
No início da segunda parte, os locais fazem um parcial de 12-0, os sangalhenses tremeram, mas recuperaram 7 pontos, muito por força de uma melhor definição das opções ofensivas.
O último período surge com ambas as equipas algo precipitadas e com isso um Sangalhos mais focado, coloca o jogo a 3 pontos. Surge então no jogo a terceira equipa que permite duas agressões de um jogador do 5 Basket a um atleta do Sangalhos, e que acaba por sancionar apenas a equipa bairradina com uma falta técnica por questionar se era normal estas cenas de agressividade.
Derrota com sabor a alguma injustiça, pois os bairradinos tudo fizeram para vencer este forte adversário.