O Município de Cantanhede é, desde domingo, 7 de abril, proprietário das coleções de arte e colecionismo de Cândido Ferreira, médico, escritor e colecionista natural de Febres que acaba de doar à autarquia cantanhedense o seu espólio. O respetivo contrato de doação foi assinado no decurso de uma sessão realizada para o efeito no salão nobre dos Paços do Concelho, com a presença de representantes de várias entidades.
Generosidade
Na ocasião, a presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, agradeceu a Cândido Ferreira “a generosidade que teve para com o Município de Cantanhede, um gesto que o torna credor do mais vivo reconhecimento das atuais e futuras gerações da nossa comunidade”, e manifestou-se determinada “a honrar e a acentuar o significado desse gesto, de modo a que ele se perpetue com um alcance idêntico à grande projeção que pretendemos dar a tão valioso legado, tornando-o uma referência cultural reconhecida a nível nacional”.
Segundo a autarca, o Município de Cantanhede está a partir de agora “bastante mais rico, não apenas pelo valor intrínseco do importante acervo patrimonial que lhe é doado, mas sobretudo pelas imensas possibilidades que com ele se abrem para o reforço do posicionamento cultural da cidade e do concelho no contexto do país”.
 
Ler mais na edição impressa ou digital