O Tribunal de Aveiro condenou a dois anos de prisão com pena suspensa um jovem de 24 anos que, em maio de 2019, agrediu um militar da GNR na Mealhada e tentou resistir à detenção.
A sentença foi conhecida no passado dia 12, respeitante às acusações sobre o agora acusado, que deu uma bofetada a um agente da GNR quando uma patrulha foi chamada para resolver desacatos num café da Mealhada.
Segundo a acusação, após uma troca de palavras, o arguido agrediu um dos militares, tentando resistir depois à ordem de prisão.
Depois de imobilizado, o arguido foi levado para o posto da GNR onde terá empurrado outro militar, tendo ainda ameaçado os militares e um bombeiro que foi a posto tratar dos ferimentos que o agressor apresentava.
O arguido em causa acabou por ser condenado a 10 meses de prisão, por um crime de ofensa à integridade física, um ano e meio de prisão, por um crime de resistência e coação sobre funcionário, e seis meses por cada um dos dois crimes de ameaça de que estava acusado.
Em resultado do cúmulo jurídico, o jovem foi condenado a uma pena única de dois anos de prisão, mas suspensa na sua execução.